E-mail: redacao@marrapa.com
Rádio Timbira Ao Vivo

– Leandro Miranda
  • Política
  • Família Murad perde aliados em Coroatá e desmonta projeto de reeleição de Andrea Murad

    Há motivos óbvios para o nervosismo e chiliques da deputada Andrea Murad (PMDB) na tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão. Devido ao cenário desastroso e quase irreversível, está impossível à deputada conseguir renovar seu mandato em 2018.

    Andrea Murad perdeu duas principais fontes de receita, fundamentais para conseguir seu primeiro mandato: os milhões do Programa Saúde é Vida, através da máfia de Saúde, e a Prefeitura de Coroatá. O pai, Ricardo Murad, antes manda chuva no PMDB, foi abandonado pelo grupo Sarney, e hoje se dedica a evitar uma prisão nos inúmeros processos que responde.

    Lideranças políticas de Coroatá que antes apoiavam a família se reuniram na segunda-feira para formalizar uma terceira via no município, contra os próprios Murad e o grupo político do prefeito Amovelar Filho. Participaram do encontro o ex-vereador Jocimar Pereira (PMDB), o empresário Amaral Neto, os ex-secretários da gestão Teresa Murad, Márcio da Benedita, Farias e Carlos Rios; a presidente do Sindicato dos Pescadores, Márcia Nascimento, e o suplente de vereador Saddam Nunes (PTN). Embo ausentes, os ex-vereadores Riba Maia (PSC) e Walter Santos (PSD são simpáticos à ideia e prometem participar dos próximos movimentos do grupo.

    A manobra política isola ainda mais a deputada estaudal Andrea Murad, que se escora apenas no pai.

    19 de abril de 2017 às 14:33 | Por:

  • Política
  • Lobão está incluso em lista sigilosa de Fachin

    O senador Edson Lobão está incluso nas 25 petições feitas pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que ainda estão em segredo por decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal As petições incluem mais suspeitas de crimes envolvendo nomes de destaque do PT e do PMDB.

    Segundo o Jornal o Estado de São Paulo, às petições têm como base as delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht, mas tratam de fatos ainda não divulgados. Estes casos permanecem em sigilo porque a procuradoria entende que a divulgação pode prejudicar as investigações. Delatores relataram pagamentos indevidos em campanhas eleitorais em nove campanhas. As cifras chegariam a R$ 17,43 milhões.

    Existem informações relativas à usina de Belo Monte que envolvem integrantes da cúpula do PMDB, partido de Lobão que na semana passada foi acusado de receber R$ 5,5 milhões para interferir nas obras do projeto Madeira, que compreende as hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau.

    Na lista, estão ainda o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Antonio Palocci, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB) e o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB), entre outros.

    19 de abril de 2017 às 9:52 | Por:

  • Política
  • O charuto que querem atribuir a Flávio Dino é de Brasília

    Um novo elemento promete causar confusão à já atrapalhada narrativa que a oposição tenta construir. Alguns blogs surgiram hoje com a “notícia” de que uma planilha confirmaria o envolvimento do governador Flávio Dino com a Odebrecth. O motivo? Um item de uma planilha que apontava os nomes “Cuba” e “charuto”. No dizer de algum blogueiro, como o segundo elemento é produto típico do primeiro, estaria confirmado o vínculo. E como Cuba é comunista, naturalmente, aquele item da planilha referia-se ao governador do Maranhão.

    O problema para a narrativa oposicionista é que na mesma linha em que estão “Cuba” e “charuto” aparecem o estado de origem: “DF”. Ora se como todos sabem o estado de origem do governador é justamente o Maranhão, porque estaria anotado Distrito Federal ao que seria seu pagamento.

    Esta é apenas uma nova fragilidade das tantas que aparecem na suposta denúncia. O delator já havia se confundido com valores (primeiro falou em R$ 400 mil e depois em R$ 200 mil). Afirmou que a doação havia sido feita por forma de caixa 2, para depois dizer que foram por doação oficial. O delator segue sem dizer como e para quem o dinheiro teria sido entregue. E ele próprio confessa que, além do projeto de lei que pediram para ser alterado, sem sucesso, também nunca conseguiram nenhum favor do governador Flávio Dino. Mas a oposição seguirá tentando…

    19 de abril de 2017 às 9:05 | Por:

  • Geral
  • Maranhão perde R$ 24 milhões em seguro-desemprego

    O Maranhão teve subtraído da economia neste ano mais de R$ 24 milhões após o Ministério do Trabalho constatar fraude em pedidos de seguro-desemprego. O estado só perde no ranking das fraudes para o estado de São Paulo.

    Foram mais de 3,7 mil pedidos cancelados a partir de dezembro, quando o ministério implantou sistema de combate a fraudes. São Paulo teve 5.200 casos. Do outro lado está Rondônia, com o menor número de casos, apenas oito. Em todo país, mais de 24 mil requerimentos foram bloqueados. No total foram mais de R$ 124 milhões que deixaram de ser pagos com a suspensão por fraude.

    A plataforma permite que seja acompanhado todo o processo a partir do pedido do benefício até o pagamento efetuado pela Caixa Econômica Federal. O ministro enxerga atuação de quadrilhas organizadas com expetise para fraudar o seguro-desemprego. Todos os casos estão sendo encaminhados para a Polícia Federal.

    19 de abril de 2017 às 8:20 | Por:

  • Política
  • Lobão escolherá relator da PEC da Previdência no Senado

    O senador Edison Lobão (PMDB-MA) é quem deve escolher o relator do texto da reforma previdência (PEC 287/16), depois de apreciado pela Câmara dos Deputados.  Lobão é denunciado na operação Lava Jato suspeito de receber R$ 5,5 milhões para interferir nas obras do projeto Madeira, que compreende as hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau.

    Como presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Lobão tem a prerrogativa de escolher o relator entre os 27 membros da comissão técnica. O Palácio do Planalto quer emplacar a senador Rose de Freitas (PMDB-ES), mas o grupo do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) pretende colocar Roberto Requião (PMDB-PR), crítico da proposta do presidente Temer. Lobão e Renan são integrantes do grupo que ainda tem influência do ex-senador José Sarney.

    O deputado Arthur Maia (PPS-BA) deve apresentar o relatório sobre a reforma nesta quarta-feira, 19. Maia também é denunciado na Lava -Jato.

    18 de abril de 2017 às 22:55 | Por:

  • Política
  • “O sonho da oposição é transformar todos os diferentes em iguais”, dispara Othelino

    O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) fez uma analise curiosa sobre a veemência que o grupo sarnesista aproveita as delações da Odebrecht para atacar o governador Flávio Dino (PCdoB), citado por um ex-executivo da empreiteira. Para o parlamentar, os deputados oposicionistas sonham com o dia que eles possam comparar o atual governador com figuras como a ex-governadora Roseana Sarney e o senador Lobão, ambos atolados de processos não só na Lava Jato, mas também na Justiça do Maranhão.

    “O sonho da oposição é transformar todos os diferentes em iguais”, disse.

     Segundo Othelino, o maior interessado que a apuração seja feita é o governador Flávio Dino. “Ele próprio já disse querer uma apuração rápida para que a verdade se restabeleça e não fique na vala comum”.

    Othelino criticou ainda a postura da oposição ao fazer pré-julgamentos. “Eu nunca vim a esta tribuna dizer que o rei das delações, que é o senador Lobão, que está em todas e não conseguiu ficar fora de nenhuma, é um criminoso. Por quê? Porque é preciso que se respeite o devido processo legal. O Supremo Tribunal Federal já instaurou inquérito para apurar, ele será ou não indiciado e eu não estou antecipando aqui o que vai acontecer”, comentou.

    18 de abril de 2017 às 20:08 | Por:

  • Política
  • Dívida deixada por Teresa Murad provoca bloqueio de FPM de Coroatá

    Dez municípios maranhenses estão com o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) bloqueados desde o dia 13 de abril. Entre eles está Coroatá, que até dezembro de 2016 esteve sob o comando de Tereza Murad, mulher do ex-secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, e da deputada estadual Andrea Murad. A previsão é de que o fundo fosse liberado a partir de segunda-feira, 17. Até à tarde desta terça, o bloqueio da transferência constitucional ainda permanecia.

    Principal fonte de receita dos municípios, o FPM é bloqueado devido a débito com INSS, Pasep ou dívida ativa na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. As dívidas são parte da herança maldita do atual prefeito de Coroatá, Luiz Amovelar Filho (PT). Após o desbloqueio, os recursos são liberados no prazo de 24 horas. A previsão é que a liberação ocorra nesta quarta-feira, 19.

    Conforme o Sistema Integrado de Administração Financeira, Siafi, nos dois primeiros meses do ano, a prefeitura de Coroatá recebeu R$ 4.149.996, 18 do FPM. O maior volume de recursos das transferências constitucionais provém do Ministério da Educação, relativo ao Fundeb. No município existem 10. 146 pessoas cadastradas no Programa Bolsa Família.

    Municípios com FPM bloqueado:
    Bernardo do Mearim
    Campestre do Maranhão
    Coroatá
    Graça Aranha
    Guimarães
    Joselândia
    Mirando Norte
    Palmeirândia
    São Luiz Gonzaga

    18 de abril de 2017 às 18:22 | Por: