E-mail: redacao@marrapa.com
Rádio Timbira Ao Vivo

– Leandro Miranda
  • Geral
  • Cadê a Refinaria do Maranhão?

     

    Refinaria ontem: Placa e terreno abandonado.

    Refinaria hoje: Placa caída e terreno abandonado.

    Há um ano, Lula e Roseana Sarney participavam do lançamento da pedra fundamental para implantação da Refinaria Premium I, em Bacabeira. O suposto empreendimento seria o maior da América Latina, com capacidade para processar 600 mil barris diários de petróleo para consumo nos mercados interno e externo.

    Depois do famigerado evento, o projeto de instalação da refinaria foi abandonado pelo Governo Federal. Nem o serviço de terraplanagem, com conclusão prevista para janeiro de 2011, foi iniciado.

    A governadora Roseana usou e abusou da refinaria para se reeleger. Espalhou pelos quatro cantos que o Maranhão estava bombando. O eleitor, coitado, não ouvia nem estalo de festim, contudo, deu crédito ao projeto garantido pelo ex-presidente Lula.

    Edison Lobão foi outro que surfou na onda da refinaria. Sem saber trocar uma lâmpada, o ministro de Minas e Energia levou o mérito de conseguido trazer o investimento para o Maranhão, garantindo assim a cadeira do seu filho no Senado Federal.

    Encerradas as eleições, nunca mais se ouviu falar sobre a refinaria fantasma.

    14 de janeiro de 2011 às 20:54 | Por:

  • Geral
  • Roseana Sedutora: o noivado com Madeira é o peido; a merda é o casamento com Castelo

    Do debochado blog do Cesar Bello:

    O casamento do ano não é mais o de “Xandra” com o “Trovão”. Depois do encontro de Roseana Sarney com o Prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, o enlace parece certo. Por enquanto tudo são flores como em qualquer noivado.

    O noivado do Prefeito de Imperatriz com Roseana Sarney é o peido, mas a merda mesmo é a possibilidade do casamento de Castelo com à Sarney.

    Dizem os especialistas em tripas que o flatos, vulgo “peido” é uma mensagem do intestino grosso que a merda está a caminho. Como Madeira e Castelo são do PSDB de Roberto Rocha o cheiro de metilmercapitana não deixa dúvidas.

    Mas ainda tem gente que ao invés de sentir fedor, costuma em contato com o “barro” dizer Oh!”massa” cheirosa.

    Tem cada doido ou doido para tudo?

    No convite está impresso o versículo “O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna”, que poderá servir de aviso aos “ixperientes” prefeitos.

    14 de janeiro de 2011 às 17:36 | Por:

  • Geral
  • Balaio ataca novamente

    O blogueiro Robert Lobato adora detonar a turma do PC do B. Depois de acusá-los de “torcer para que caiam chuvas fortes”. O castelista partiu para cima do presidente do PC do B local:

    – Marcio Jerry é um intelectualóide que fica nas mesas dos bares discutindo a pobreza e a miséria do povo, depois volta para casa num carro do ano e deita no gostoso travesseiro sob o clima ar refrigerado de um moderno splinter. Aliás, Jerry é daqueles que se acha o maior dos esquerdistas, marxistas, o gênio da articulação política, dono da verdade e tudo mais – disparou o Robert.

    Os blogueiros ligados ao Jornal Pequeno querem antecipar a disputa eleitoral de 2012 – teve um que até conclamou a extinta Frente de Libertação – quando deveriam fiscalizar e noticiar os fatos sem paixões política$ e visando apenas o bem comum.

    Os escassos leitores do Jornal Pequeno não aguentam mais tanta propaganda da Prefeitura de São Luis nas páginas do matinal.

    Balaio é bicho ciumento!

    14 de janeiro de 2011 às 16:00 | Por:

  • Geral
  • BOMBA: Roseana não foi a 1ª governadora brasileira

    A atual governadora do Maranhão, Roseana Sarney Murad, não foi a primeira mulher a governar um estado. Este título pertence a Iolanda Lima Fleming, que governou o Acre entre 15 de maio de 1986 e 15 de maio de 1987. Roseana assumiu o governo pela primeira vez em 1º de janeiro de 1995, quase dez anos após Iolanda.

    A filha de José Sarney foi eleita governadora em 1994, depois de uma disputada eleição com Epitácio Cafeteira – hoje pertencente ao seu grupo político. Uma farsa eleitoral foi decisiva para sua vitória, o ‘Caso Reis Pacheco’.

    Às vésperas da eleição, Anacleto Pacheco apareceu acusando o então candidato a governador, Cafeteira, de ser mandante do assassinato de um ex-funcionário da Vale do Rio Doce, José Raimundo dos Reis Pacheco. A denúncia, ecoada nos programas eleitorais, teve efeito avassalador. Roseana, que estava 12 pontos atrás de Cafeteira, disparou nas pesquisas e ganhou a eleição com vantagem de 1% dos votos.

    A farsa foi desmascarada em seguida, quando o “assassinado” José Raimundo dos Reis Pacheco apareceu em público gozando de plena saúde. Cafeteira usou seu último programa eleitoral para desmontar o suposto assassinato, mas um súbito apagão deixou o estado às escuras, justamente no momento exato da revelação.

    Mesmo após um desastroso governo, Roseana Sarney foi reeleita em 1998. No ano de 2006 ela disputou pela 3ª vez a eleição para o governo do Maranhão, sendo derrotada por Jackson Lago. O TSE, em decisão inédita, cassou o mandato do governador e devolveu o poder para a candidata derrotada.

    Roseana foi reeleita novamente no ano passado prometendo fazer o melhor governo de sua vida. Porém, nunca tratou de corrigir o erro histórico.

    14 de janeiro de 2011 às 14:28 | Por:

  • Geral
  • As primeiras da manhã

     

    Cadê a água, Roseana I?

    No governo desde 1995, Roseana Sarney Murad (PMDB) nunca se importou com o Sistema Italuís. Relatórios técnicos mostram que a rede de adutoras está comprometida e já deveria ter sido trocada há cinco anos. Toda vez que uma adutora rompe – e isso ocorre em média 3 vezes por ano – o abastecimento de água em São Luis é interrompido por no mínimo 2 dias.

    Cadê a água, Roseana II?

    Em 2009, Roseana anunciou investimentos de R$ 255 milhões para solucionar definitivamente os problemas de abastecimento d’água na capital. Já estamos em 2011 e a governadora não instalou nenhum metro de cano na cidade. Tomara que agora,  no ‘melhor governo de sua vida’, Roseana resolva de vez o problema do Sistema Italuís.

    Será que o botox falhou?

    O blogueiro Décio Sá, do Imirante, usou sua página na internet para tentar justificar as faltas da deputada Nice Lobão (DEM). A mulher de Edison Lobão gazeteou nada menos que 240 sessões. Décio atribui as falta a problemas de saúde. Aos 75 anos, Nice se reelegeu em 2010. Se a deputada tem tantos problemas de saúde porque não abre mão do mandato para cuidar da própria vida?

    Roseana leva Madeira

     O prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, se reuniu ontem com a governadora para mendigar por verbas para a saúde do seu município. Compadecida, Roseana liberou 1,8 milhões para a cidade, mas pediu que o prefeito limpasse a barra dela por lá. Toda vez que vai a Imperatriz,  a governadora leva vaias ou ovadas na cabeça. Na eleição para governador do ano passado, Jackson Lago (PDT) teve 73% dos votos da cidade contra apenas 14% da ‘Guerreira’.

    14 de janeiro de 2011 às 12:14 | Por:

  • Geral
  • Tucanos sobrevoam Palácio dos Leões

    O provérbio diz que o bom filho a casa torna. O tucanato local – que um dia foi base de sustentação dos governos José Reinaldo (PSB) e Jackson Lago (PDT) – parece estar levando o dito popular bem a sério com a intenção de se manter no poder.

    Uma revoada de tucanos pode ser vista sobrevoando o Palácio dos Leões.

    Roberto Rocha (PSDB) é filho do finado Luiz Rocha, que governou por mãos do senador José Sarney (PMDB). O deputado abriu mão de uma garantida reeleição para arriscar uma vaga no Senado, o que acabou enfraquecendo a candidatura do ex-governador José Reinaldo para o mesmo cargo.

    Em alguns panfletos eleitorais, Rocha foi flagrado ao lado de Dilma (PT) e Roseana Sarney (PMDB), embora sua legenda tivesse candidato a nível nacional e local.

    Segundo o blogueiro Gilberto Léda, Sebastião Madeira (PSDB) deve ser o próximo a selar acordo com Roseana. Já de olho na reeleição, o prefeito do maior reduto da oposição maranhense quer tornar a governadora simpática aos olhos dos imperatrizenses em troca de alguns convênios.

    João Castelo (PSDB) pode ser o próximo da fila. O ex-governador biônico e atual prefeito de São Luis foi integrante do grupo Sarney. Elegeu-se prefeito por força do governador Jackson Lago, isso depois de três derrotas consecutivas.

    Castelo tem feito afagos a governadora. Diante da sua catastrófica administração, pode buscar o apoio de Roseana para viabilizar seu projeto político e tentar se reeleger.

    13 de janeiro de 2011 às 21:22 | Por:

  • Geral
  • A polêmica das concessões de rádio e TV para políticos

    O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo Silva, anunciou que lutará para que os políticos sejam proibidos de ter concessão de rádio e TV.

    – O congressista não pode ter concessão, para não legislar em causa própria -defende o ministro.

    Por razões óbvias, ele duvida que o Congresso aprove a medida. Sessenta e um  políticos eleitos possuem emissoras rádio ou TV.

    José Sarney, por exemplo, é o ‘homem por trás da cortina’ do governo Dilma. Sua família e detentora de rádios AM, FM e emissoras de TV por todo o Maranhão. Seus aliados reforçam o sistema midiático do ‘Cidadão Kane’ nordestino.

    O atual ministro de Minas e Energias, Edison Lobão é dono do Sistema Difusora. Pedro Fernandes e Manoel Ribeiro são donos da TV Praia Grande. Até o deputado – quase desempregado – Roberto Rocha tem se alinhado aos interesses do grupo Sarney para tentar resolver suas pendengas no quadro societário da TV Cidade.

    Não brinca com fogo, Paulo Bernardo.

    13 de janeiro de 2011 às 15:43 | Por: