Destaques

Aliados aposentam João Alberto compulsoriamente

O impasse envolvendo a escolha do candidato ao Senado Federal apoiado por Roseana Sarney (PMDB) levou oligarquia a decretar a “aposentadoria compulsória” do senador João Alberto (PMDB), mesmo faltando mais de ano para o fim do mandato dele.

O valente Carcará, depois de anos de serviços prestados a família Sarney, tem sido impedido de buscar a reeleição, tudo porque Roseana quer sangue novo em sua chapa.

Não bastasse isso, Edison Lobão (PMDB) e Sarney Filho (PV) travam uma guerra silenciosa um contra o outro em busca da indicação, pois é consenso na classe política é que o grupo só terá condições de eleger senador se houver unanimidade em torno de um só nome.

O decreto de aposentadoria de João Alberto ficou nítido na divulgação da pesquisa Vox Populi, em que o nome do senador foi excluído de todos os cenários, apesar dele não ter anunciado qualquer tipo de desistência.

Alberto tem história para pleitear um novo mandato. Passou por quase todos os cargos da política brasileira. Foi prefeito, deputado estadual e federal, vice-governador, governador; tem ainda em seu favor o fato de, ao contrário do seu correligionário Lobão, não estar envolvido na Lava Jato.

Seria legitimo, até natural, que João Alberto buscasse a reeleição, entretanto, como no PMDB tudo gira em torno dos interesses da “Casa Grande”, o senador foi aposentado sem sequer ser consultado, apenas para atender os caprichos dos filhos de José Sarney.

3 Comnetários

  1. O João Alberto tem a sabedoria do tempo. Sabe que só depois que a carroça anda é que as melancias se ajeitam, sabe também que tem o momento de calar, até chegar a hora certa de falar.

    A próxima eleição promete ser apertada. Dificilmente teremos 2 irmão numa mesma Chapa majoritária. Logo:
    1. Sarney Filho pode está apenas guardando uma vaga pra Roseana ao Senado, caso ela não decole;
    2. Se Lobão pai, que tem um nome bem mais leve que o Filho, sentirá dificuldade, imagine…

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *