Acusados de corrupção desde a Norte Sul, Sarneys deveriam devolver tudo o que tomaram dos brasileiros – Marrapá
Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Acusados de corrupção desde a Norte Sul, Sarneys deveriam devolver tudo o que tomaram dos brasileiros

Adriano Sarney fez hoje, na Assembleia Legislativa, um dos seus discursos mais desconexos desde que ganhou da sua família uma cadeira na Casa. Autointitulado administrador e economista mestre na Université Paris I Sorbone, na França, o filhote da oligarquia provou em seu discurso que, ou não sabe nada, ou o ódio subiu tanto à sua cabeça que o fez desaprender tudo que sabe sobre administração pública.

Em um arroubo de delírio, Adriano Sarney exigiu que o governador Flávio Dino devolvesse os veículos leiloados na atual gestão. Ele sequer citou os que foram apreendidos no governo de Roseana, sua tia. Pela sua formação, ele deveria saber que não há nada incorreto nesse tipo de abordagem, que está prevista no Código Brasileiro de Trânsito.

Tudo porque Flávio Dino baixou um decreto que prevê medidas educativas, em lugar das multas e apreensões, e estabelece prazos para regularização de veículos e motos. Pelo visto, Adriano não gostou da inciativa que visa dar mais uma chance para os maranhenses se regularizarem no Detran e cumprirem as leis federais previstas no Código Brasileiro de Trânsito.

E tudo que prevê algum benefício para o maranhense incomoda a oligarquia Sarney. Se está realmente preocupado com o povo do seu estado, Adriano deveria exigir da tia, Roseana, do avô, José Sarney, e do pai, Sarney Filho, que tenham responsabilidade e devolvam tudo que surrupiaram dos cofres do Maranhão e do Brasil.

Desde 1987, no início das obras da Ferrovia Norte-Sul, que o oligarca José Sarney figura nas páginas dos principais jornais do país como investigado em casos de corrupção. De lá para cá são inúmeros casos envolvendo ele, Roseana Sarney – como os bilhões desviados da saúde e os milhões desviados da Sefaz – e até Sarney Filho, famoso por voar com a família tendo custos pagos pelo erário.

O próprio Adriano Sarney é nacionalmente conhecido por esquemas em operações de créditos consignados no Senado, quando o avô presidia a Casa.

É assim que a família Sarney é conhecida nacionalmente, como corrupta. E toda essa vida marcada por escândalos, esquemas e depravações tiraram o sonho de milhares de maranhenses e brasileiros com o desvios de bilhões de reais que seriam destinados para proporcionar uma vida melhor para o povo.

Agora o deputado Adriano Sarney vem pregar de santo e defensor com um falso moralismo e um cinismo típico de quem carrega um sobrenome manchado pela corrupção. Ele deveria, antes de se candidatar a reeleição, propor que a sua família devolvesse tudo que roubou do povo do Maranhão ao longo de 50 anos.

Comments are closed.