A cortina de fumaça de Ricardo Murad – Marrapá
Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

A cortina de fumaça de Ricardo Murad

Apontado pela PF como líder da quadrilha que roubou mais de R$ 1,2 bilhão dos cofres da saúde pública do estado, o ex-secretário Ricardo Murad, preso durante a Operação Sermão aos Peixes, quer transformar o trágico suicídio do médico Mariano de Castro e Silva em sua cortina de fumaça.

Mariano cometeu suicídio em um apartamento em Teresina (PI), onde cumpria prisão domiciliar. A morte do médico despertou o que há de pior na mídia sarneyzista e na própria oligarquia. Também levantou debates sobre os rumos tomados pelas investigações da Polícia Federal e os vazamentos seletivos.

Um dos atores que comemoram bastante a morte de Mariano foi o genro da ex-governadora Roseana, que inclusive é um dos “patrocinadores” do blogueiro, também detido durante a Operação Turing, que vazou as anotações destinadas ao advogado José Arturo e roubados por um suposto defensor por nome de “Zé Carlos”.

O fato é que o vazamento proposital pretendia motivar Mariano a fazer uma delação premiada. Infelizmente, a pressão foi tão grande que o médico cometeu o suicídio.

Num esforço para fazer prevalecer a armação contra o governo Dino, a mídia sarneyzista não descansa um segundo e tenta transformar uma tragédia em fato político. É escancarada a manipulação para fabricar um novo caso “Reis Pacheco”.

Esse novo “Reis Pacheco” serviria para mascarar o rombo bilionário que o próprio Ricardo deixou nas contas da Secretaria de Saúde do Maranhão.

Comments are closed.