A autorreflexão da juíza que anda descalça na Mirante - Marrapá

Destaque

A autorreflexão da juíza que anda descalça na Mirante

A juíza de Coroatá, Anelise Reginato, sempre muito ativa sobre o seu dia a dia nas redes sociais, postou ontem o livro que está lendo: O Jogo Sujo da Corrupção, de Luiz Flávio Gomes.

O que chama atenção, além do título da obra, é o trecho escolhido pela juíza de Coroatá para se exibir como leitora nas redes sociais.

“Justiça criminal impotente, que diz amém a todos os abusos e caprichos das oligarquias, é coisa de cleptoplutocracia em suas fases mais primitivas”, dizia o trecho.

Estaria Anelise fazendo uma autorreflexão depois da decisão de tornar inelegível o governador Flávio Dino?

A contestada decisão da juíza de Coroatá, que anexou por vontade própria elementos para tornar Dino inelegível seria um amém à oligarquia Sarney?

Para quem se sente em casa na Mirante e andava até descalça na empresa de José Sarney, Anelise Reginato pode ter sido impotente diante de um pedido da cleptoplutocracia maranhense.

Cada vez mais as coisas vão fazendo sentido.

Veja os stories do Instagram da juíza:

2 Comnetários

  1. São os últimos estertores da Oligarquia cleptocla….DESTRONADA,repudiada pelo povo maranhense….indo a pique….o TITANIC-SARNA afundando no oceano de iniqüidade, roubalheiras de bilhões do povo maranhense……a lei do retorno em plena atividade+++++++..o fim —-pela vontade maior de Deus…..Onde Deus passa…..nada embaraça……o poder de Deus é maior sempre.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.