Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Murad segue encarcerado na Polícia Federal

O ex-secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad, segue encarcerado nas celas da Superintendência da Polícia Federal, em São Luís.

Murad teve a prisão temporária e a indisponibilidade de bens decretada no último dia 9 pelo juiz federal Luís Regis Bonfim Filho.

Detido na quinta-feira, ele está sendo mantido na sede da PF, quando deveria estar na Penitenciária de Pedrinhas.

Para alguns, a permanência de Ricardo Murad em uma cela especial é consequência de uma possível interferência do oligarca José Sarney junto ao presidente Michel Temer.

O cunhado de Roseana Sarney é acusado de comandar uma suposta quadrilha que teria desviado mais de R$ 2 milhões em recursos da Saúde para financiar a publicação de matérias em blogs, sites e jornais da capital e de Imperatriz.

Segundo o Ministério Público Federal, ele ainda teria se beneficiado de informações privilegiadas vazadas por agentes públicos às vésperas da Operação Sermão aos Peixes, deflagrada em 2015 pela Polícia Federal.

Emilio Borges Rezende, Plínio Medeiros Filho, Maria da Conceição de Barros Ribeiro, Flávia Geórgia Barros Gomes, Valdiney Francisco Saraiva da Silva, Justino Oliveira Filho e Luciano Almeida Figueiredo também tiveram as prisões decretadas pela Justiça Federal.