Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Rapidinhas da sexta-feira

Fake News 

Nenhum veículo de comunicação nacional levou à sério os fake news divulgados pela revista IstoÉ sobre um suposto QG do ex-presidente Lula dentro da prisão. A reportagem, que traça estratégia petista no Ceará, Alagoas e Maranhão, é recheada de teorias mirabolantes e fatos inverídicos. Como o avião que levaria dinheiro para a campanha do candidato ao Senado Weverton, fato rapidamente desmentido.

Silenciou

Candidata ao governo, a bolsominion Maura Jorge silenciou sobre o Caso Gercina, empregada doméstica que foi usada pela então deputada como funcionária fantasma na Assembleia Legislativa. Até agora, ela somente apela para a vitimização e conta com a ajuda do império midiático sarneyzista para tentar esconder o escândalo que abateu a sua candidatura a nove dias das eleições. A ex-prefeita de Lago da Pedra precisa explicar a situação, principalmente depois que o Marrapá divulgou entrevista com a própria Gercina.

Tudo no debate

Falando em Maura Jorge, ela e Roberto Rocha vão apostar tudo no debate da TV Mirante, que ocorrerá na próxima terça-feira, 02. Prova disso é que asseclas de ambos tem afirmado em redes sociais e blogs que o encontro dos candidatos pode mudar o cenário até aqui tranquilo de reeleição de Flávio Dino.

Indefinida

De acordo com o site G1, que no Maranhão pertence ao conglomerado da comunicação da oligarquia Sarney, Roseana segue indefinida na disputa presidencial. Do MDB, partido do presidente Michel Temer, ela parece que ainda não se definiu se apoia o candidato da sigla à presidência, o ex-ministro Henrique Meirelles, ou se está do lado de Fernando Haddad, do PT. O certo é que seu próprio site cravou que a filha de José Sarney não sabe nem quem apoio a nove dias das eleições. Flávio Dino apoia Haddad, Maura Jorge (PSL) é Jair Bolsonaro (PSL), Odívio Neto (PSOL) é Guilherme Boulos (PSOL), Ramon Zapata (PSTU) faz campanha para Vera Lúcia (PSTU) e Roberto Rocha (PSDB) é Geraldo Alckmin (PSDB).

Discurso forte

Os discursos do candidato ao Senado Weverton (PDT) pelo interior do Maranhão estão gerando forte repercussão entre a população e, sobretudo, no meio político. Firme em seus posicionamentos, o pedetista pede votos para Eliziane e reforça o ineditismo que a eleição de outubro pode marcar no estado. Pela primeira vez, desde a redemocratização do Brasil, os Sarney podem ficar sem representatividade no Congresso Nacional. Ele e a Eliziane lideram as pesquisas para o Senado.

Dá o tapa e esconde a mão

Chama atenção o fato de que os aliados e amigos de Weverton e Eliziane Gama nos corredores do Sistema Mirante de Comunicação não tem mostrado qualquer solidariedade em relação aos ataques disparados pela oligarquia Sarney. Entre a cruz e a espada, eles silenciam e deixam os candidatos ao senado de Flávio Dino à deriva quando o assunto é a defesa contra os virulentos ataques disparados pelo clã.

Rasteira pesada

Os vis ataques pessoais de Sarney Filho contra Eliziane Gama começam a render frutos e aparecer nas pesquisas qualitativas. As acusações já estão sendo repetidas por eleitores que participaram dos levantamentos. Resta saber se o desgaste verificado influenciará também nas pesquisas quantitativas.

Tudo pela mídia

O candidato ao Senado Alexandre Almeida (PSDB) parece ter entrado em um calvário sem fim depois que resolveu abrir fogo contra a candidatura de Edison Lobão (MDB). Além de sofrer duras respostas do próprio senador, o “fala-fino” tem sido alvo de várias críticas em Timon, sua cidade natal. O vereador Ramon Júnior foi mais um a detonar a postura bélica de Alexandre. De acordo com ele, o tucano faz tudo para ganhar mídia. Sem chances de eleição, Almeida sairá da disputa muito menor do que entrou.

4 Comnetários

  1. TBM não ia votar em Weverton e Eliziane mais eles são a única chance de deixar Sarney Filho e Lobão de fora do páreo.

Comments are closed.