Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Bira participa de debate na Universidade Federal do Maranhão

O deputado estadual e candidato a deputado Federal, Bira do Pindaré (PSB), participou, na noite desta terça-feira (18), de um debate na Universidade Federal do Maranhão (UFMA). O evento, proposto pelo Diretório Central dos Estudantil 17 de setembro (DCE) e realizado pelo Guarnicê, trouxe como temas de discussão prioritários ‘Educação e desenvolvimento social’ e ‘Ciência e Tecnologia’.

Durante o debate, Bira lembrou a luta dele em favor da educação pública, gratuita e de qualidade, do fortalecimento da ciência e tecnologia no Maranhão como dois fatores fundamentais para o desenvolvimento. Ele também apresentou algumas propostas que pretende levar para a Brasília e defendeu a importância de fortalecer a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico no Maranhão (Fapema), os programas e iniciativas criados pelo Governo do Estado, além de mecanismos para democratizar o acesso à Universidade e a criação de outras Universidades Públicas no Estado do Maranhão.

Quando esteve a frente da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação do governo Flávio Dino (PCdoB), Bira fundou o Instituto da Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) e com a primeira rede estadual de escolas de Educação Profissional em tempo integral; criou programas importantes como Cidadão do Mundo com a oferta de intercâmbio internacional para jovens maranhenses no mesmo período que o governo federal acabou com Ciência Sem Fronteiras e se preparava para reduzir recursos de importantes para a qualificação da educação pública e o desenvolvimento da ciência e tecnologia em todo o país.

Para democratizar o acesso às Universidades, Bira criou os Aulões Gratuitos do Enem para oferecer revisões aos estudantes que iriam prestar vestibular, mas não tinham condições de pagar um bom cursinho para se preparar para as provas e ter uma concorrência mais justa. Na Assembleia Legislativa, foi um dos protagonistas na luta pela bonificação nas notas do Enem para estudantes maranhenses.

“Nós precisamos avançar ainda mais. Eu chamo atenção para o debate que iniciamos aqui no Conselho Universitário sobre a bonificação nas notas do Enem. Fizemos o debate, apresentamos como uma demanda conjunta de vários parlamentares, trouxemos para a Universidade, conversamos com a reitoria, que se convenceu e levou para o Conselho. A proposta foi aprovada e adotada. Infelizmente, o Ministério Público Federal ajuizou uma ação e conseguiu uma liminar suspendendo a bonificação. Mas eu quero insistir nessa luta lá no Congresso Nacional, porque é preciso que se tenha um equilíbrio a nível nacional em relação ao acesso à Universidade”, frisou.

Para o deputado, a bonificação é uma política afirmativa para corrigir uma distorção que há, hoje. “Vários estados adotam política de bonificação e nossos jovens não podem ficar prejudicados. Observem que grande parte dos estudantes de cursos de medicina, por exemplo, são oriundos de outros estados, não são maranhenses. Isso cria, inclusive, um déficit de profissionais no Maranhão porque, ao se formar, esses estudantes voltam para os seus estados de origem. É uma medida necessária para que haja, de fato uma democratização ainda maior no acesso à Universidade”, completou.

O parlamentar concluiu o debate reafirmando o seu compromisso em lutar fortalecer a Ciência e a tecnologia no Maranhão. Ele começou sua luta ainda muito jovem na Pastoral da Juventude. De lá até agora, foi membro do DCE da UFMA, presidente do Sindicato dos Bancários, Delegado Regional do Trabalho no primeiro governo do Lula (PT), candidato a senador contra dois gigantes na política maranhense e, finalmente, deputado estadual eleito e reeleito.

“Então, queremos levar para Brasília a luta que iniciamos em favor do Maranhão, contra essa agenda perversa proposta pelo governo Temer, que está destruindo direitos dos trabalhadores, entregando as riquezas nacionais, congelando investimentos públicos na área social, desmantelando programas sociais. Essa agenda nós vamos enfrentar e é uma luta que queremos travar junto com a grande bancada que teremos no Congresso Nacional e isso vai fazer muita diferença. Bira 4000 – O Novo Federal do Maranhão, vai continuar a luta que sempre travou no Maranhão, agora lá em Brasília”, convidou.

O debate foi mediado pelo presidente do DEC 17 de setembro Rafhael Braga, contou com a presença de outros dois candidatos e reuniu estudantes e militantes do movimento estudantil. Bira do Pindaré parabenizou o DCE pelo debate e agradeceu o convite.