Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Bolsonaro foi ferido na barriga, mas não mudou a cabeça, diz Ciro após deba

Três dias depois de o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) ter sido atacado com um golpe de faca no abdômen, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) afirmou que Bolsonaro “foi ferido na barriga, mas não mudou nada na cabeça”.

Após participar do debate Estadão/TV Gazeta/Jovem Pan/Twitter deste domingo, 9, Ciro Gomes afirmou que se solidarizou com Bolsonaro e interrompeu sua campanha após a agressão, mas viu que os aliados do candidato do PSL não mudaram de pensamento e decidiu retomar sua agenda. “Ele foi ferido na barriga. Não mudou nada na cabeça. Então eu fui pra luta de novo”, disse Ciro.

Ciro afastou a ideia de que a ausência de Bolsonaro no debate tenha impactado o desempenho dos demais candidatos. Ele afirmou que a ausência “não acrescenta muito”, a não ser a falta de uma “posição de ódio” no programa.

5 Comnetários

  1. Esse Ciro Gomes é um farsante, vagabundo isso sim… esse pilantra aparece na TV agora parecendo um santo esse safado…. é um cavalo batizado esse vagabundo!!

    1. Esse Ciro pilantra faz tantas a Bolsonaro dizendo que incita o ódio… esse msm safado falou que iria receber o juiz Sérgio Moro a bala… qual a moral que esse pilantra tem em falar quer é de paz…. Nenhuma… esse Ciro é um demagogo … cara de pau… é BOLSONARO PRESIDENTE do Brasil!!!!

  2. BOLSONARO presidente do Brasil….o único que não tem rabo preso…..pode enfrentar os ladrões de bilhões do Brasil…. BOLSONARO FICHA LIMPA……mesmo assim recebeu uma facada quase mortal……… enquanto os ladrões ladrona ratoes ratazana de bilhões do Maranhão do Brasil……. NUNCA receberão FACADAS…..que sorte tem os honoraveis bandidos de bilhões do Maranhão e do Brasil…….que sorte…..COM Deus e nossos votos BOLSONARO PRESIDENTE do BRASIL…..com Deus.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + 11 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.