Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Recomendação da PRE/MA sobre uso de igrejas pode mudar vice de Roseana

A recomendação da Procuradoria Regional Eleitoral do Maranhão orientado qualquer pessoa que represente liderança de uma religião, a não promover ou participar de atividades que possam ser entendidas como propaganda eleitoral ou emprego de recursos dos templos religiosos em prol de determinadas candidaturas, especialmente nos locais de cultos, é um balde de água fria nas pretensões de Roseana Sarney.

Cientes do desgaste que estão junto a ala religiosa, principalmente a evangélica, o clã Sarney corre contra o tempo para fechar com um vice que seja pastor de alguma igreja para Roseana. O objetivo é amenizar os efeitos devastadores da covardia e da falta de respeito que o império midiático teve ao longo deste ano com denominações religiosas.

O jornal da família Sarney chegou a fazer ataques diários chamando igrejas evangélicas de “currais eleitorais”, em um desrespeito sem precedentes na história política do Maranhão.

Diante deste desgaste, convencionou-se dentro do grupo Sarney que o vice de Roseana viria do setor evangélico. De preferência um pastor. Constantemente, a mesma mídia que detonou os evangélicos faz afago sobre um nome ligado à religião para vice da filha de José Sarney.

Com a recomendação de não fazer política nas igrejas, com certeza esse pensamento vai mudar. Roseana não terá um vice ligado a igreja. E os ataques às religiões voltarão a acontecer.

Comantário

Comments are closed.