Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Arrendatário usa Casa das Dunas para agredir mulheres e fazer campanha pró-Bolsonaro

O arrendatário da “Casa das Dunas”, espaço de eventos que funciona em terreno do Centro Social dos Servidores Públicos do Estado do Maranhão (Ipem), no Calhau, está usando a estrutura do seu negócio para agredir mulheres e fazer campanha para Bolsonaro.

De propriedade do empresário Ricardo Pororoca, a casa está usando as redes sociais para disseminar a política de ódio e intolerância que já virou marca do presidenciável Jair Bolsonaro.

A atitude da Casa das Dunas está sendo duramente criticada por internautas, professores, intelectuais e até por membros da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABDJ). Como funciona em espaço público do Estado, é possível que haja limitação em relação a este tipo de manifestação política.

Pelas redes sociais, o professor Saulo Pinto Silva disse que a Casa das Dunas não somente tomou posição política vergonhosa, “como se valeu de sua audiência no campo simbólico do entretenimento para fazer propaganda do fascismo político”.

Ele afirmou que o “terreno é de propriedade do Estado do Maranhão/IPEM. Não podemos tolerar que o patrimônio público seja transformado em comitê de campanha de Bolsonaro. Temos que pressionar pela devolução imediata do espaço público ao Estado”.

A pressão chegou até a membros da ABDJ, que vai questionar o termo do contrato de cessão do espaço entre o Estado e a Casa das Dunas com o objetivo de saber se há alguma limitação em relação ao tipo de manifestação que foi feito pelo arrendatário do local.

O empresário que transformou o qualificado espaço dos servidores públicos do Maranhão em uma espécie de filial da Choperia Marcelo pode pagar pela tentativa de humilhação da figura feminina, bem como do uso do espaço de entretenimento para engajamento político.

2 Comnetários

  1. Casa das Dunas para agredir mulheres e fazer campanha pró-Bolsonaro aonde eu vi isto acontecer nestas frases. Perdi um tempão lendo esta vista de matéria de voces e não vi nada disso que vocês acusaram. Cuidado com o fake de voces.

Comments are closed.