Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

São João renasce no Maranhão

Uma festa feita para todos, em que os maranhenses foram contemplados de igual para igual, inclusive com descentralização da capital São Luís, e com elogios de turistas e artistas que presenciaram as manifestações culturais mais importantes do estado. Assim ficou marcado os festejos juninos que encantaram milhares de pessoas e ratificou o novo momento da cultura do Maranhão.

Em lugar de privilégios apenas a amigos, camarotes e ostentação, o povo virou o centro das atenções, como merece. Agências comemorando fluxo de turistas, artistas elogiando o espírito democrático do governo, multidões e muita animação marcaram o São João deste ano no Maranhão.

A estrutura dos arraiais espalhados pelo estado chamou a atenção e recebeu elogios e reconhecimento da população. Imperatriz, cidade outrora esquecida em governos passados, se transformou em um polo cultural e turístico com a promoção do São João. Tudo a beira rio, em um cenário paradisíaco.

As cidades menores receberam apoio do governo do Estado para que as festas juninas mantivessem sua tradição histórica no Maranhão. Além, é claro, de movimentar a economia e impulsionar a geração de emprego e renda no período, em todos os cantos do estado.

Em São Luís, o maior São João da história. Assim como no Carnaval, os ludovicenses puderam curtir com segurança, tranquilidade e com uma estrutura jamais vista pela população local. As brincadeiras, cada dia mais lindas, desfilaram pelos palcos dos vários arraiais da cidade esbanjando alegria, empolgação, beleza e valorizando a cultura do povo maranhense.

Assim foi o São João deste ano no estado. Um retumbante sucesso. Uma festa que marca de vez a virada da cultura do Maranhão. A manifestação que reacende no maranhense a certeza de que o estado avança em todas as áreas. Inclusive na promoção da cultura.

6 Comnetários

  1. Matéria tendenciosa, uma vez que se vê cada dia mais o São João reduzido a pequenos arraiais, que distanciam a população como o arraial do IPEM, o CEPRAMA relegado a uma programação ridícula, é preciso repensar a política Cultural com análise, discussões sobre o seu significado e importância da preservação dos bens culturais. Cultura e turismo numa ação tacanha e fantasiosa que não atrai ninguém.

  2. Propaganda enganosa!
    Agora vai entrevistar os que fazem a cultura, (donos de bumba meu boi, músicos locais, grupos de danças etc.) para ver a real situação da cultura maranhense, que encontra-se desvalorizada e sem apoio.
    Minha opinião.

  3. “São João Renasce no Maranhão” é muita piada mesmo! Esse governo está acabando com cultura do Maranhão. Cadê a quadrilha, a dança do boiadeiro, dança do côco, cacuriá? Será que o São João do Maranhão é só bumba-meu-boi??? Assim que está renascendo? É muita mentira numa postagem.

  4. É impressionante como tem gente que ta com saudade daquele tempo que o Boi Barrica tinha mais de 30 apresentações na agenda do estado, pra ajudar no desvio, enquanto as outras brincadeiras tinham uma ou duas apresentações. Eu sabia que essa mamata ia acabar um dia! Se mordam bando de corruptos! Tentem tomar o governo pelo tapetão.

Comments are closed.