Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Oposição sarneyzista se posiciona contra benefícios a professores

A oposição sarneyzista na Assembleia Legislativa tentou, de todas as formas, impedir a aprovação da Medida Provisória 272/2018 – que concede aumento salarial de 6,81% aos professores – mas não conseguiu. Mesmo com forte articulação feita com meia dúzia de dissidentes de sindicatos, os deputados ligados ao clã Sarney buscaram atrapalhar a votação, mas a base do governo acabou garantindo a vitória aos docentes.

Com a medida de valorização salarial de 6,81%, o piso dos docentes com jornada de 40h semanais passará a ser de R$ 5.750,83 e, de 20h, será de R$ 2.875,41. Serão mais de 31 mil professores beneficiados com o reajuste que está acima da inflação. A medida torna o Maranhão o primeiro Estado a conceder aumento aos professores no Brasil.

“Oposição faz politicagem e vota contra a MP 272 que garante a maior remuneração do Brasil para os professores do MA. Mas apesar do ‘agouro’, nós, da base governista, garantimos esse direito a todos os educadores do Maranhão!”, destacou o deputado estadual e líder do governo na Assembleia Rogério Cafeteira.

A votação ocorreu em meio a um debate turbulento entre governistas e sarneyzistas e que contou com a presença de professores que fazem oposição ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), com quem o governo do Estado manteve estreito diálogo antes de formular a Medida Provisória.

Apesar da pressão dos oposicionistas pela não aprovação do aumento, a MP passou na Casa com seis votos contrários e uma abstenção.

Votaram contra o aumento para os professores os deputados Adriano Sarney, Sousa Neto, Edilázio Júnior, César Pires, Max Barros e Graça Paz. Com medo de represálias mas tendo que manter o papel de oposicionista, Wellington do Curso se absteve da votação.

A MP-272/2018 garante as maiores remunerações do Brasil para os professores da rede pública estadual.

3 Comnetários

  1. É uma insensatez do governo comunista em produzir um discurso que prioriza a Educação, contudo, desrespeita os professores e sem dar uma explicação plausível para a categoria. #ForaDino

  2. A SANEYSADA VOLTOU A FAVOR DA APLICAÇÃO DO ESTATUTO DO EDUCADOR, E NENHUM DEPUTADO EXPLICOU O PORQUE DA DESTRUIÇÃO DESSA LEI, QUE DEVE SER APLICADA TODO JANEIRO DE CADA ANO, SEM MODIFICAÇÃO; ASSIM COMO O GOVERNO FEZ NO SEU PRIMEIRO ANO DE MANDATO. NENHUM PROFESSOR É CONTRA REAJUSTE, SO QUEREMOS A APLICAÇÃO DA LEI!
    EXPLIQUE MELHOR!

Comments are closed.