Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Delegado assassinado no aniversário da filha investigava contrabandistas

delegado da Polícia Federal Davi Farias de Aragão, que foi assassinado na noite deste sábado (05) durante a festa de aniversário de cinco anos da filha, era um dos investigadores da chamada “Máfia do Contrabando”.

O delegado comandava a Delegacia de Repressão aos Crimes Fazendários no Maranhão. A polícia já identificou os responsáveis pela morte do delegado. Wanderson de Morais Baldez foi preso na UPA da Vila Luizão.

De acordo com a Polícia Civil, o crime deve ser caracterizado como latrocínio (roubo seguido de morte). O delegado foi sepultado na tarde deste domingo (06).

Davi Farias trabalhava na investigação da organização criminosa desbaratada em uma operação policial realizada em um sítio localizado no Quebra Pote, em fevereiro deste ano.

O caso foi apurado pela Polícia Civil do Maranhão e depois o processo foi remetido para a Justiça Federal. As investigações estão a cargo da PF e do MPF.

A operação apreendeu mercadorias no valor R$ 16.371.371,07. A maioria em whiskys e cigarros de procedência estrangeira ilegal.