Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

TV Mirante: onde o jornalismo vira lixo

Exibindo ficção como realidade, A TV Mirante, fingindo fazer jornalismo, mostrou hoje no Bom Dia Mirante mais uma de suas mentiras descaradas contra o secretário estadual de Saúde Carlos Lula. Entre acusações e jornalismo duvidoso, o sistema é especialista em factoides.

Além de falsa a reportagem da TV Mirante é caluniosa. A matéria é parcial e caluniosa porque o secretário Carlos Lula é acusado sem fundamento e sem resposta pela prática de atos que o secretário jamais cometeu. Também omitiram a nota oficial do Governo sobre o caso, ignorando uma das premissas do bom jornalismo.

De péssima qualidade editorial e completamente divorciada dos interesses do povo maranhense, a TV Mirante veiculou uma reportagem onde o que foi dito, foi distorcido ou é falso. Tudo, sem exceção. Eles afirmam que o secretário Lula entrou com um habeas corpus em 12 de abril deste ano – Mais uma falácia do grupo Sarney.

É degradante que a TV Mirante exponha alguns de seus profissionais para montar a farsa que foi ao ar na manhã desta segunda-feira. “Não darei mais nenhuma entrevista gravada a essa rede de mentiras. Tenham coragem e dignidade de me permitir uma entrevista ao vivo. Não é possível tantos profissionais tão dignos não se envergonharem com essa empresa”, escreveu Lula, em seu twitter.

A reportagem de conteúdo falso da TV Mirante expõe mais uma vez a extrema dificuldade desta emissora em lidar com os princípios democráticos que norteiam a liberdade de imprensa, e que deveriam ser observados com rigor numa concessionária de serviço público.

“O desrespeito não é em relação à minha pessoa. O desrespeito é à sociedade. A Mirante deveria se envergonhar de levar ao ar esse tipo de estrume. Todas as informações da reportagem são falsas ou distorcidas”, afirmou o secretário numa rede social.

Entre estes princípios estão o equilíbrio editorial, o respeito ao contraditório, o rigor na apuração, o juízo imparcial da notícia e a serena humildade diante dos fatos. Mas, essa tarefa é impossível para quem tem a mentira até no nome.