Publicidade  Prefeitura de São Luis

Destaque

Com morte de Mariano, clã Sarney comemora a possibilidade de novo Reis Pacheco

Mariano de Castro Silva já é o maior candidato a Reis Pacheco deste ano.

Para quem não se lembra, em 1994, na primeira eleição que Roseana Sarney venceu, o Sistema Mirante criou um falso crime, a morte de Reis Pacheco, que teria sido assassinado por seu então adversário Epitácio Cafeteira.

Passada a eleição, descobriu-se que Reis Pacheco estava vivo e passava bem em Belém.

Vinte anos depois, em 2014, o sistema Mirante apareceu com uma denúncia: em um vídeo, um preso dizia ter realizado um assalto a mando do então candidato Flávio Dino. A poucos dias da eleição, o vídeo mostrou-se uma farsa, e o resto da história sabemos.

Há pouco, em Teresina, uma morte real aconteceu. Mariano Castro Silva, ex-funcionário da Secretaria de Saúde, se matou em Teresina. Durante a semana, Mariano foi alvo de postagens que atribuíam a ele uma carta com acusações vagas em relação a membros do governo.

De concreto, até o momento, só se sabe isso.

Não se sabe a que tipo de pressão Mariano foi exposto para tentar arrancar dele uma denúncia. Nem realmente as condições de sua morte. Só sabemos que podemos esperar mais para os próximos dias mais uma novela Reis Pacheco pela Mirante.

3 Comnetários

  1. No desespero, o ser humano comete um ato extremo contra sua própria vida e esse blog faz piadinha. Deixo aqui registrado que esse é o meu último acesso a esse blog. Sim, blogueiro, vá se tratar você é um doente, mas procure um médico e não Flávio Dino, se não você poderá ser o próximo.

  2. Será que o homem se suicidou ou FOI SUICIDADO? Esse fato precisa ser bem investigado, de preferência pela Polícia Federal.

Comments are closed.