Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Período de Janela Partidária vai movimentar os bastidores da política maranhense

Está chegando o dia que todos os políticos com pretensões nas disputas eleitorais de 2018 esperavam. O período chamado “janela partidária” começa na próxima quarta-feira (07/03) e se estende por trinta dias até 7 de abril.

São 30 dias para que deputados estaduais e federais se sintam livres para trocar de legenda sem o risco de punição (perda de mandato).

O entendimento atual é que as vagas preenchidas em eleições proporcionais (deputados e vereadores) pertencem às siglas e não aos parlamentares. A lei (Lei 13.165/15) surgiu para permitir a troca de partido em um determinado período do ano eleitoral.

E este “troca–troca” partidário, além de ser determinante para a distribuição dos recursos do Fundo Eleitoral, pois, quanto maior a bancada na Câmara, mais recursos o partido recebe é fundamental para análises de conjuntura e formações das coligações.

No Maranhão especulações não faltam e muitas ainda vão surgir nos próximos 30 dias. Trataremos aqui apenas dos políticos com mandato.

Vamos começar pelos pré-candidatos ao Senado: a deputada Eliziane Gama (PPS) já foi especulada no DEM, no PSB e na REDE; o deputado Zé Reinaldo (eleito pelo PSB) já foi especulado no DEM e no PSDB; o deputado Waldir Maranhão (eleito pelo PP e hoje no Avante) já foi especulado no PT, no PP e no PTB e o deputado Sarney Filho (PV) está cotado para se filiar ao PSD.

Na disputa por uma vaga na Câmara Federal, a deputada Luana Costa (PSB) já foi especulada no DEM. Falar do pleito para a Assembleia Legislativa é mais complicado pelo grande número de pré-candidatos, entretanto, podemos confirmar as filiações dos deputados Rogério Cafeteira (PSB) e Neto Evangelista (PSDB) ao DEM e especular as movimentações de Sergio Frota (PSDB) para o PR; Andreia Murad (MDB) e Sousa Neto (PROS) para o PRP.

Quem conhece política sabe que muita água ainda vai passar por baixo dessa ponte e que escolher o partido certo é fundamental para o sucesso eleitoral em outubro. Os próximos dias prometem.

Comantário

  1. Os 2 açougueiros bregões e milionários (em 2017 “fugiram” pra Nova York com 1 ou 2 mãozinhas do Sr.
    JANOT — o petista FODA da UFMG), têm gosto estético barango tipicamente de PETISTA e próprio & adequado ao petismo Kitsch. Apesar de que ambos são capitalistas bilionários e o PT é esquerdalha [portanto, contra ideologicamente o Capitalismo], os 2 açougueiros Joesley e o PT são próximos e se ajudaram no Projeto Barango, Kitsch, Cafona e Brega do petismo e do Partido dos Trabalhadores. Parece 1 paradoxo, mas não é. Ambos adoram e veneram a estética criada durante a era lula-dilmista:
    a saber: o sertanejo-universitário. Tanto o PT quanto os irmãos açougueiros. (Exatamente semelhante a bolsonaritas, em suas atitudes toscas, gostos barangos e comentários de ASNOS).

Comments are closed.