Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Trânsito, oportunismo e fiscalização

Cunha Santos – Num discurso oportunista sobre suposta instalação de uma “indústria de multas” em São Luís, os protagonistas fazem questão de esquecer que é dever do gestor público fazer cumprir a legislação, tendo todos os cuidados possíveis com a segurança e a garantia dos direitos do cidadão.

Impossível imaginar que permanecessem inimputáveis as afrontas às leis de trânsito na capital, com todos os riscos que representam para o transeunte e para as vidas mesmo dos condutores de veículos. São transgressões perigosas, como dirigir em alta velocidade, com celular pendurado nas orelhas, com crianças de colo no banco da frente ou nos braços dos pais e até sem cinto de segurança.

O oportunismo político se constata quando, num primeiro momento, condenam a falta de fiscalização e num segundo inventam uma “indústria de multas” que só lhes cabe nas mentes, posto que a fiscalização ora em curso em São Luís segue a mesma legislação aplicada a todos os estados do país. Apenas aproveitaram-se de uma falha ocasional que a Prefeitura identificou, chamando a empresa responsável à razão, abrindo o indispensável procedimento administrativo e cancelando, imediatamente, as multas duplicadas. Entendendo-se que a falha não foi nos fotossensores, mas na impressão das multas posteriormente anuladas.

E esta é a reação que se espera do administrador consciente de suas responsabilidades, capaz de detectar e resolver os problemas de imediato, sem tergiversar, sem buscar anteparo em desculpas, nem justificativas fora da realidade, mas preocupado tão-somente em encontrar a mais viável e rápida solução.

Esvaziam-se, assim, os discursos oportunistas, as críticas vazias e mal intencionadas daqueles que não conseguem entender que o objetivo primeiro da política é o bem da sociedade e a segurança do cidadão. E quem não estava acostumado com isso estranha.

9 Comnetários

  1. Qdo passo pelas avenidas do Renascença, passo com medo até de mexer no som do carro- e ainda passo sorrindo por ter a certeza de está sendo filmado.

    Nesses trechos, criaram normas demais e aparelhos de fiscalização demais.

    “Cumprimento de dever” é conversa afiada a finalidade é multar e com vontade.

    Aliás, o Prefeito deve ter se inspirado no modus operandi desse Governo. Um Estado pobre, com empresas pequenas e empregados assalariados, o Programa do Governo que melhor funciona é o “Mais multa”. E os maranhenses que se lasquem.

  2. Senhores, sou a favor desta fiscalização, mais acho que São luis, ainda não estava preparada para receber tal modernização. A cidade, esta tomadas pelos buracos que a prefeitura não sobe trabalhar no verão, sem faixas de pedestres, horizontal e vertical, falta agentes trabalhando orientando, semafaros, sem funcionar, abrigos faltando, etc. Foi mesmo que colocar a carroça na frente do burro.

  3. O discurso seria a aplicação do dinheiro das multas na melhoria da infraestrutura da cidade, e não tentar fazer apologia ao não cumprimento das leis, desqualificar o sistema de monitoramento, é simples, é só cumprir as regras que não tem multa.

  4. Vamos instalar uns sensores pra quando nossos carros cairem nas crateras a prefeitura ser multada, esse prefeitinho safado se esconde o ano todo, não faz nada e ainda é reeleito, eita povo que gosta da chibata.

  5. ANTES DE QUERER PUNIR É NECESSÁRIO QUE A SMTT RESOLVA OS PROBLEMAS BÁSICOS DO TRÂNSITO DE SÃO LUIS, HÁ MUITO TEMPO NÃO SE FAZ MANUTENÇÃO DO PISO DAS AVENIDAS ( ÚLTIMA INTERVENÇÃO FEITA AINDA POR JOÃO CASTELO) E PRINCIPALMENTE NA GESTÃO EDIVALDO/ CANINDE A SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL DEIXOU DE EXISTIR, INVESTIMENTO QUASE ZERO. CUNHA SANTOS, ASSIM COMO A MAIORIA DA POPULAÇÃO LUDOVICENSE TEM MAIS É QUE CONTESTAR ESTA HIPOCRISIA. ” EDIVALDO E CANINDÈ, INIMIGOS DO POVO DE SÃO LUÍS “

  6. Eles não estão punindo ninguém! Os motoristas imprudentes devem arcar com as consequências. Claro que existem vários problemas que a prefeitura deve resolver, entretanto iniciativas como essas já são importantes para o nosso trânsito.

  7. O povo tá de olho! Não vou votar pra vereador nunca mais, não vejo eles falarem nada sobre isso. Lá no Filipinho a avenida tem uma cratera que cabe um caminhão dentro, avenida Carlos Brandão tem o mesmo asfalto a 35 anos.

  8. A fiscalização é necessária sim, quando estiver tudo funcionando adequadamente veremos a diferença na educação dos condutores no trânsito garantindo assim maior segurança tanto para eles quando aos pedestres.

  9. A fiscalização é um sistema muito bom de fiscalização pra combater a imprudencia no transito, os que vem aqui reclamar são os primeiros a descumprir as leis do transito, São Luis tem sim capacidade de receber esse sistema de monitoramento.

Comments are closed.