Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Zé Reinaldo toma enquadrada de Juscelino Filho e dificulta sua situação no DEM

O deputado federal José Reinaldo Tavares (sem partido) enfiou “os pés pelas mãos” ao tentar pressionar o governador Flávio Dino (PCdoB) para ser escolhido a segunda vaga de Senador na chapa comunista.

Sem mesmo estar filiado ainda ao DEM, o parlamentar concedeu entrevista dizendo que em virtude da conjuntura nacional, após a definição dos candidatos à Presidência da República, a sigla poderia abandonar o PCdoB no Maranhão.

Quem não gostou das declarações foi o presidente estadual da legenda, o deputado federal Juscelino Filho (DEM), que entrevista à Rádio Difusora, nesta quarta-feira (21), rebateu o colega de bancada.

“Fui surpreendido com estas declarações do Zé Reinaldo. Eu não esperava isso. Até porque o Zé Reinaldo, hoje, não tem legitimidade para falar pelo DEM. No vídeo, ele fala como se fosse dirigente e nem filiado ele é. Então, com todo respeito que tenho a ele, acho que ele se equivocou. Ele tem direito de falar por ele, mas não pelo partido. Pelo Democratas no Maranhão quem fala sou eu, que sou o presidente estadual do partido”.

As declarações do parlamentar maranhense foram acompanhadas pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que deve ser escolhido para comandar a Executiva Nacional.

“Confiamos plenamente na condução que está sendo dada no Maranhão e que terá todo o suporte e apoio da direção nacional”, disse.

A filiação de Zé Reinaldo está marcada para o próximo 10 de março, entretanto, caso o deputado continue a querer usar o partido para fazer chantagem política, é possível que o ato político seja cancelado.