Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Após operação, delegado Tiago Bardal é exonerado da Seic

O Imparcial  – Durante a coletiva o Secretário de Segurança Pública informou que delegado Tiago Bardal, responsável pela Secretaria de Investigações Criminais (Seic) foi exonerado do cargo suspeito de envolvimento na prática criminosa a tarde desta quinta-feira, 22, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão detalhou a operação conjunta das Polícias Civil e Militar que prendeu militares e mercadoria contrabandeada em uma casa na região conhecida como Arraial, no bairro do Quebra-Pote, Zona Rural de São Luís.

Em uma ação que teve início nas primeiras horas desta quinta-feira, 22, um major e outros dois militares foram presos em uma casa na região conhecida como Arraial, no bairro do Quebra-Pote, Zona Rural de São Luís. No local, foi encontrada grande quantidade de armamento, várias caixas de bebidas destiladas e cigarros.

Coletiva

Durante a coletiva, o Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela informou que a operação ainda não foi finalizada, pois há indícios que envolvimento de várias pessoas, inclusive de servidores públicos e políticos, sendo caracterizado como organização criminosa.

Na manhã desta quinta-feira foi encontrado um galpão com caixas de Whisky que seria contrabandeado por membros da organização criminosa.

Ainda segundo Jefferson, já foram ouvidas cerca de 13 pessoas e entre os envolvidos no caso estão Delegado Tiago Bardal, PM Fernando Paiva, Major Luciano Fábio Farias, 2º sargento Joaquim Pereira Carvalho. Até o momento oito pessoas foram presas.

Exoneração

Também durante a coletiva o Secretário de Segurança Pública informou que delegado Tiago Bardal, responsável pela Secretaria de Investigações Criminais (Seic) foi exonerado do cargo suspeito de envolvimento na prática criminosa.

Ele foi encontrado nos arredores do local em que acontecia a operação policial. “Tiago Bardal foi encontrado na estrada do Sítio do Arraial. O cara dele foi revistado, mas nada foi encontrado. Por isso não foi preso no local. Ele foi exonerado por quebra de confiança”, afirmou Portela.

Foram apreendidos durante a operação vários objetos como celulares, armas e até granadas.

Confira a lista:

1 cx com 50 munições ogival .40;

98 munições ponta oca .40;

67 munições ogival .40;

40 munições cal 380;

22 munições cal 44;

6 carregadores pistola 840;

4 carregadores de PT100;

2 carregadores de pistola Glock;

2 Carregadores Ruger .40;

1 Carregador 24/7;

3 Carregadores pistola 638 cal 380;

 

3 Comnetários

  1. Até o momento não foi apresentada uma relação objetiva q vincule o delegado Bardal aos crimes q estavam sendo cometidos ou aos criminosos presos. A exoneração do delegado exige uma explicação mais clara. Sob pena de se especular q trata-se de retaliação por ele ter investigado poderosos do Judiciário e do Legislativo.

Comments are closed.