Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Cinco mulheres já foram denunciar DJ Samir por assédio sexual

A delegada da Mulher, Wanda Moura, confirmou na noite desta quinta-feira (08) que cinco mulheres estiveram na delegacia denunciado o radialista  e DJ Samir Ewerton, suspeito de oferecer emprego em troca de sexo em uma emissora da capital.

O caso teve repercussão no dia de hoje, após a jornalista transexual, Lohana Pausini, publicar em seu blog imagens da troca de mensagens com Samir via Whatsapp. No bate papo, o radialista deixa claro que a profissional só teria oportunidade de trabalho se submetesse ao famoso teste do sofá.

Depois da repercussão, a jornalista Acsa Serafim, do portal MA10, também contou detalhes da proposta que recebeu. “Samir Ewerton está dizendo por aí que ele está recrutando, junto a Henrique Paz, pessoas para trabalharem na Metropolitana, usando, assim, o nome da TV e do Henrique (que já foi meu chefe) para conseguir sexo fácil”. Segundo ela, já existe um grupo de rede social com mais de 50 mulheres afirmando terem passado por casos de assédio com o suspeito.

Samir que trabalhava na rádio Universidade FM acabou sendo demitido. Em uma nota, relatou que perdeu seu celular durante o final de semana, negando as acusações. Prometeu ainda buscar reparação na Justiça.

De acordo com a delegada, o radialista será intimado para prestar depoimento e ainda pode responder por outros crimes, além de assédio.

“Pode ocorrer o crime de assédio sexual, crime de injúria, importunação ofensiva ao pudor… Só no decorrer das investigações, com relatos mais detalhados das declarações de cada uma dessas mulheres e com a análise e perícia nesses telefones celulares que vamos poder chegar a verdade dos fatos”.

Comantário

Comments are closed.