Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

A estranha dança de Roseana

O coronel Sarney sempre teve a mira certa para fazer os lances que lhe garantiam estar ao lado do poder federal para montar máquinas e manter o povo do Maranhão escravizado.

É assim que ele conseguiu a proeza de estar no poder há 63 anos, ao lado de todos os presidentes da República, de Juscelino a Temer.

Contudo, de uns tempos para cá, parece que o coronel perdeu a mira e vai ficando conhecido como renomado pé frio.

Desde 2012 que Sarney não ganha uma de Flavio Dino. Perdeu todas as disputas em que se meteu contra o governador. E por isso que ele não esconde de ninguém a raiva doentia que alimenta contra o governador.

Essa raiva fica evidente na linha editorial que impôs no sistema Mirante, resultando no afastamento de profissionais sérios como Ribamar Correa e Rómulo Barbosa, substituídos por um amontoado de servos obedientes ao mau humor do coronel e da sua mimada princesa.

No plano nacional, o veto ao deputado Pedro Fernandes resultou em mais um desastre, estigmatizando ainda mais a já queimada oligarquia.

A última de Sarney foi apostar contra o carnaval do Maranhão. Orientou sua mídia a criticar tudo, a apontar tristeza e medo em cada esquina. Como a população não deu bola, Sarney obrigou Pergentino Holanda a resgatar seus decadentes bailes de elite.

Desta vez, entretanto, nem a elite apareceu. Na ausência dos políticos e empresários de outrora, restou a Roseana tentar mostrar alegria.

Contudo, o que se viu foi uma das cenas mais hilarias e fora de tom em décadas. Roseana dedicou-se a imitar cangurus e macaquinhos, numa solitária e estranha dança.

Sarney deveria ter poupado a filha disso. Mas definitivamente a mira do coronel já não é a mesma. E o pé está mais frio do que nunca.

6 Comnetários

  1. tudo tem um fim nesta Terra . Os impérios rui , desmorona , as oligarquias são destronadas do trono, apeadas do amado cofre público onde refestelaram durante décadas e décadas , onde era só alegria , alegria , nadando de braçadas nas montanhas de dinheiro público —livre, leve e solta —mas ….chega o dia ……tudo vai desmanchando, esfarelando , veja o poderoso, arrogante, debochado, ladrão, ladrão de dinheiro público até na sombra ….paulo maluf == desmanchando, preso, esfarelando …..é assim a vida , tem o tempo de plantio e tem o tempo da colheita do que livremente foi plantado —-Graças a DEUS oligarquia tem fim – o povo acorda do pesadelo —-GRAÇAS A DEUS —

  2. assobiou na mata…….assobiou na mata …..assobiou na mata —–ainda bem ……na mata —–a canção deixa bem claro ….na mata — veja como a imperatriz está povão —–cantando para a elite no famoso baile das máscaras —-o bom do carnaval – todos mascarados — a vida é bela –vamos pular, pular e cantar de alegria , comemorando a ETERNA IMPUNIDADE ——comemorando a ETERNA IMPUNIDADE —(um bilhão sumiu e ninguém viu ——–) (mágicas que ocorre no Maranhão dos sarnas ) ( um bom refrão para o carnaval …..UM BILHÃO SUMIU E NINGUÉM VIU………um bilhão sumiu…..e ninguém viu …………|)))))))) a vida é bela –só alegria…….assobiou na mata ……..ainda bem ….na mata .

Comments are closed.