Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Rapidinhas da manhã

Barrigada

Em matéria de ontem sobre a disputa de senador, o pasquim da oligarquia Sarney sequer se deu ao trabalho de consultar o status partidário de José Reinaldo Tavares nos registros do TSE. Ao contrário do que informa o EMA, o ex-governador e pré-candidato a senador não está mais filiado ao PSB, muito menos pertence aos quadros do Democratas, conforme informou outro dia a coluna Estado Maior. Tavares apresentou pedido de desfiliação ao PSB ainda em novembro do ano passado, depois de ser pressionado a deixar o partido por conta de suas posições em favor do governo de Michel Temer (PMDB).

Caminho de volta

Nos bastidores do PSB maranhense, é consenso que o melhor caminho para Marcelo Tavares é concorrer à eleição de deputado estadual. Em meio a especulações sobre seu suposto interesse em concorrer como vice de Flávio Dino (PCdoB), o atual secretário da Casa Civil do Maranhão garante que está trabalhando mesmo é para retornar à Assembleia Legislativa.

Rosa choque

Não por acaso, a pré-candidatura de Eliziane Gama (PPS) a senadora ganha força no exato momento em a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) volta a ser cogitada como “saída salomônica” para o impasse do grupo Sarney sobre a eleição do Senado Federal. De acordo com as pesquisas de consumo interno realizadas tanto pelo grupo governista quanto pela oposição no ano passado, Eliziane era a única com envergadura para peitar a filha do oligarca José Sarney. Em cenários “exatos”, Eliziane aparecia tecnicamente empatada com a ex-governadora. Já em pesquisas do PMDB, a parlamentar superava a tríade oligárquica de longe, na capital e nos maiores colégios eleitorais do Maranhão.

Epistola a Tito

Superadas as divergências das eleições anteriores, o deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC) é o maior dos entusiastas da candidatura de Gama a senadora. Direção a ser seguida pelo vereador pedetista Pavão Filho, que também promete se juntar ao projeto senatorial da irmã em Cristo.

Ampliando as tendas

O PT do Maranhão deve ganhar novos espaços no governo Dino a partir de março, quando o governador promoverá uma dança de cadeiras estratégica em seu secretariado. Com a possível saída de Adelmo Soares da Secretaria de Agricultura Familiar para concorrer à vaga ao legislativo estadual, a tendência é que o deputado estadual Zé Inácio (PT) emplaque o correligionário Nonato Chocolate como sucessor da pasta.

Gata borralheira

Filiado ao Podemos de Maura Jorge, o vice-prefeito de Imperatriz, Pastor Alex, mandou espalhar em veículos de imprensa da Região Tocantina que pode ser o vice-governador da chapa de Roseana Sarney, o que não deixa de ser uma evidencia de que a candidatura laranja da ex-prefeita de Lago da Pedra ao governo subiu no telhado.