Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Caso Nenzim: Polícia prende vaqueiro da fazenda

Reviravolta no caso da morte do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano, o “Nenzim”. A Polícia cumpriu hoje (30) mandado de prisão de Luzivan Rodrigues da Conceição Nunes, conhecido por “Luizão”, vaqueiro do ex-prefeito.

Segundo informações da Polícia Civil, novas provas apontam que o vaqueiro mentiu em depoimento ao dizer que no dia do crime não estava na cidade. Testemunhas afirmam que Luizão foi visto minutos antes do crime em conversa com Júnior do Nenzim, filho da vítima, e principal suspeito do homicídio.

Com as novas revelações, os investigadores acreditam na hipótese de que o vaqueiro agiu em coautoria com Júnior. “A Polícia aguarda a conclusão dos últimos laudos perícias e ainda mais algumas oitiva para poder fazer a reconstituição do crime e fechamento dos Autos Complementares desse inquérito policial”, diz nota encaminhada à imprensa.

O ex-prefeito foi assassinado em dezembro passado com um tiro na nuca, quando se deslocava para sua fazenda em Barra do Corda. O inquérito policial concluiu que o crime ocorreu porque Júnior estava roubando gado da fazenda do pai e, na data do assassinato, Nenzim iria fazer a contagem do rebanho.

Durante as investigações, a polícia ainda descobriu que os desvios ocorriam porque o principal suspeito estaria devendo para agiotas que financiaram sua campanha para prefeito do município em 2016.