Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

MP também desmascara factoide do jornal de Sarney

Desde ontem o jornal O Estado do Maranhão vem insistindo no factoide de que a Secretaria de Transparência e Controle (STC), do governo do Estado, pediu investigação de possível ato de improbidade administrativa cometido pelo conselheiro do Tribunal de Contas (TCE/MA), Edmar Cutrim.

A notícia foi classificada pelo secretário da STC, Rodrigo Lago, como mais um fakenews dos jornal de José Sarney. De acordo com ele, a STC é o órgão do controle interno do Poder Executivo e jamais poderia investigar ou auditar outros poderes. “É o TCE/MA quem audita o EXECUTIVO, nunca o contrário”, explicou.

Ele esclareceu também que houve um erro material em uma portaria do Ministério Público, facilmente identificável, mencionando o nome da Secretaria de Transparência. “Foi o suficiente para despertar a ira difamatória do jornal O Estado do Maranhão contra o governo Flávio Dino”, disse o secretário na ocasião.

O blog entrou em contato com a Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) para elucidar de vez o assunto. O mesmo deveria ser feito pelo jornal de Sarney, que não ouviu nenhum dos lados, nem TCE, MP ou STC, antes de acusar o governo, rasgando todos os livros e manuais que ensinam como se faz jornalismo.

Segundo informou a Assessoria da 31ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, de fato, “houve um erro de digitação na portaria citada”.

A Assessoria acrescentou que “já foi providenciada a retificação da portaria, que será encaminhada ainda hoje para republicação no Diário Oficial Eletrônico”.

E assim está desfeito mais um factoide produzido pelo jornal O Estado do Maranhão.

2 Comnetários

  1. Jornalismo competente, apura os fatos com a eleições que se avizinha temos que tomar muito cuidado com as inverdades de um jornalismo amador que proporciona apenas um objetivo o caos.

Comments are closed.