Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

BioSaúde tem recursos bloqueados por atrasos nos pagamentos a servidores de UPA’s

O juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos da Comarca de São Luís, determinou o bloqueio de 39,2 milhões do Instituto BioSaúde devido aos atrasos nos salários de funcionários terceirizados que prestam serviços nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da capital e municípios do interior.

A decisão ocorreu após ação da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) que alega já ter repassado a BioSaúde, de abril a novembro de 2017, mais de R$ 166 milhões. Mesmo assim a entidade tem dado calote nos funcionários.

Na peça jurídica encaminhada a Justiça, a EMSERH mostrou preocupação com a possibilidade de paralisação de 7 mil empregados que consequentemente atingiria milhares de usuários do serviço público de saúde.

Os valores bloqueados servirão para pagamentos de todos os direitos dos funcionários. A BioSaúde está intimada para comparecer a uma audiência de conciliação no dia 14 de maio de 2018, ás 10h.