Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Para Tiago Diaz, crise na advocacia no MA é culpa de novos advogados

O presidente da OAB/MA, Tiago Diaz, acumulou mais uma polêmica em sua conturbada gestão à frente da Ordem dos Advogados. Em entrevista publicada no portal Conjur, Diaz afirmou que as dificuldades encontradas pela advocacia no mercado de trabalho do Maranhão ocorrem porque tem muito profissional da área atuando no estado, saindo das universidades.

“Outro problema é a quantidade de advogados que chegam ao mercado de trabalho. O Brasil tem mais de um milhão de advogados; no Maranhão são mais de 13 mil profissionais ativos. É um contingente considerável que traz algumas dificuldades”, afirmou.

Além de indelicado com os novos advogados, ao invés de incentivar, o presidente da OAB simplesmente condena muitos estudantes que estão terminando o Curso Superior e ainda precisam passar na prova da ordem para exercerem a profissão. Logo de cara, esses jovens encontram resistência do próprio representante legal da classe.

Na visão de Tiago, quanto mais advogados, menor será a remuneração de honorários devido à concorrência, por isso ele defende a criação de uma tabela.

“A tabela de honorários da advocacia é regulada pela Ordem dos Advogados do Brasil, quem tem essa responsabilidade atribuída por lei. Ou seja, compete à Ordem fazer a regulação”.

No final do ano passado, o Pleno do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil contestou judicialmente a notificação administrativa que recebeu do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) por tabelar honorários e prejudicar a livre concorrência.

Comantário

  1. O que Thiago disse foi deturpado, ou seja, concordo tem muito advogado para pouco trabalho(campo de trabalho restrito) para um Estado pobre como o Maranhão.

Comments are closed.