Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Detento morto por assassino de Décio era um dos líderes da facção Bonde dos 40

O detento Alan Kardec Dias Mota, assassinado neste domingo (07) pelo pistoleiro Johnathan de Sousa Silva na Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 4 (UPSL 4), era um dos líderes da facção criminosa Bonde dos 40.

A dupla se envolveu em uma discussão durante o banho de sol, por volta das 07h30, e a vítima foi atingida por uma barra de ferro no peito. Alan Kardec foi socorrido no Hospital Clementino Moura (Socorrão 2), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no fim da tarde. Jonathan é conhecido por ser o assassino confesso do jornalista Décio Sá.

Kardec foi preso em 2014 no Pará quando tentava fugir de um cerco policial. Ele foi um dos responsáveis por coordenador ataques a ônibus na capital no mesmo ano e que resultaram na morte da menina Ana Clara, de seis anos, que teve queimaduras em 95% do corpo.

Filho de um sargento da Polícia Militar do Maranhão, havia sido condenado por homicídios e formação de quadrilha, além disso, é suspeito de executar diversos rivais na capital.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso.

Comantário

  1. Tão importante quanto o fato, é a razão, que até agora não foi apresentada. Sabe lá, se o Jhonatan não havia tomado conhecimento que estava prestes ase tornar um arquivo morto??

Comments are closed.