Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Apenas três senadores compareceram a todas as sessões em 2017; nenhum é do MA

Apenas os senadores José Pimentel (PT-CE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Reguffe (s/partido-DF) compareceram às 65 sessões deliberativas ordinárias realizadas no Senado em 2017. Atualizado periodicamente, o levantamento de assiduidade parlamentar realizado pelo Congresso em Foco há quase 15 anos analisou todas as sessões deliberativas ordinárias entre fevereiro e novembro deste ano.

O ano legislativo no Congresso foi marcado por denúncias contra o presidente Michel Temer e pela pressão da base de sustentação do governo por cargos e liberação de emendas, que ditou um ritmo mais arrastado no segundo semestre.

O índice de presença entre os senadores foi alto em 2017. Quase metade deles (49 entre os 87 titulares e suplentes que exerceram mandato em algum momento do ano) compareceu a pelo menos 90% de todas as sessões.

Nenhum dos três senadores maranhenses – Edison Lobão (PMDB), João Alberto (PMDB) e Roberto Rocha (PSDB) – conseguiu comparecer a todas as sessões deliberativas ordinárias realizadas este ano.

Dos três, quem mais marcou presença foi João Alberto, com 92,3% de presença. Ele está na lista dos 49 que mais compareceram às sessões em 2017. Abaixo da maioria, Roberto Rocha aparece com 87,7% de presença, com oito faltas, das quais metade sem justificativas.

Já Edison Lobão, que disputará a reeleição, é o senador maranhense mais faltoso. Com apenas 75,5% de presença, ele está entre os que menos comparecem às sessões deliberativas este ano no Senado Federal entre todos os parlamentares. Ele faltou exatamente 16 vezes durante 2017.