Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

PT e PSB foram os partidos que mais ganharam filiados na década; no ano, PMDB foi o que mais perdeu

Poder 360 – O PT e o PSB foram os partidos que mais ganharam filiados desde 2010. O levantamento do Poder360 considera o número de filiados até novembro, o mais recente divulgado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O PT ganhou 191 mil novos integrantes, crescimento de 13,8%. Já o PSB cresceu 32,9% no período, somando 161 mil novos filiados.

Na sequência, cresceram mais PSDB (141 mil novos filiados, 10,7% a mais) e PDT (126 mil novos filiados, alta de 11,2%).

partido dez/2010 dez/2011 dez/2012 dez/2013 dez/2014 dez/2015 dez/2016 nov/2017 crescimento
PMDB 2.315.193 2.361.583 2,356,104 2,354,678 2.353.059 2.376.463 2.401.556 2,396,880 3,5%
PT 1.394.039 1.524.201 1551626 1,589,213 1.586.699 1.590.104 1.586.521 1,585,958 13,8%
PSDB 1.315.208 1.370.964 1,355,877 1,351,188 1.348.833 1.409.515 1.446.311 1,456,534 10,7%
PP 1.369.299 1.409.247 1,415,451 1,415,634 1.413.977 1.419.386 1.437.887 1,439,994 5,2%
PDT 1.129.622 1.184.791 1,209,143 1,208,949 1.206.611 1.223.886 1.250.472 1,255,726 11,2%
PTB 1.159.646 1.177.072 1,180,717 1,185,971 1.183.341 1.181.458 1.192.864 1,192,302 2,8%
DEM 1.102.460 1.095.471 1,095,060 1,088,415 1.085.621 1.081.170 1.096.256 1,095,371 -0,06%
PR 731.614 759.179 764,536 766,476 765.036 774.597 799.301 798,274 9,1%
PSB 492.556 564.500 581,194 583,060 584.745 608.092 648.197 654,492 32,9%
PPS 445.185 465.300 467,352 465,310 463.275 465.134 482.415 481,173

 

Entre os 10 maiores partidos do Brasil, o único a registrar queda no número de filiados em relação a 2010 foi o DEM, 1 dos maiores perdedores de espaço no Brasil durante os governos Lula e Dilma. Entretanto, os registros do TSE apontam 1 retorno do crescimento no período pós-impeachment.

O maior partido do país segue sendo o PMDB. Desde 2010, o partido ganhou 81 mil filiados e chegou a 2,3 milhões de eleitores fidelizados, crescimento de 3,5%. Mas, no ano, o partido foi o que mais perdeu espaço, com saldo negativo de 4.676 eleitores.

NO ANO

Ao contrário do PMDB, o Psol foi o partido que mais registrou filiações na comparação entre novembro de 2017 e dezembro de 2016. Foram 24 mil novos filiados. Na sequência, o Solidariedade filiou mais, 19 mil, e o PSDB, 10 mil.

O maior adversário do partido, o PT, faz a análise de que a condenação do ex-presidente Lula reacendeu a militância e freou o deficit, compensando com novas filiações as saídas dos desencantados com a legenda. Nas duas semanas seguintes a condenação de Lula pelo juiz Sergio Moro, o PT registrou 1 boom de 4.217 novos pedidos de filiação. A média mensal do partido até então era de cerca de 1 mil pedidos por mês.

Proporcionalmente, o Partido Novo, que se autointitula representante da nova direita no Brasil, foi o que mais cresceu proporcionalmente em 2017. O crescimento representa uma alta de 57% em relação a 2016.

Na análise do professor Humberto Dantas, doutor em ciência política pela USP, a alta verificada no partido novo reflete o fato da legenda ser ainda muito pequena, o que faz o crescimento nominal ter uma proporção maior do que em relação aos partidos maiores. “Eu apostaria que a ascensão do Novo reflete ser 1 partido muito pequeno, que tem um apelo em relação a 1 eleitorado que ele conhece bem, nos grandes centros, de classe média alta”, diz. “Eles se relacionam com 1 eleitorado que está dando uma resposta positiva”, analisa.

Sobre os demais partidos, Dantas alerta que os dados de 2017 refletem o rescaldo das últimas eleições municipais. “Normalmente em 1 ano eleitoral de eleição municipal, é muito comum que no ano seguinte as comissões provisórias municipais sejam desfeitas após as eleições”, diz. “Isso impacta as filiações. Após as eleições municipais não é incomum que os partidos, sobretudo dos grandes, diminua, por conta de soluções de diretórios locais”,
explica.

Entre os 3 maiores partidos do país, o PSDB foi o único que não registrou queda no número de filiados em relação ao ano passado. “Isso pode estar relacionado ao fato de que o PSDB conquistou as principais prefeituras do Brasil. Hoje é o partido que mais controla cidades grandes”, diz o professor.

Enquanto o PSDB teve 1 bom desempenho nas últimas eleições, o PMDB se manteve estável e o PT perdeu muitas prefeituras importantes. “O PT talvez não perca tanto no indicador por uma tentativa de se vitimizar”, afirma.

Veja na tabela os maiores crescimentos dos partidos no ano:

partido dez/16 nov/17 diferença
Novo 8.822 13.844 56,93%
Psol 122.505 147.220 20,17%
Rede 17.661 20.704 17,23%
Solidariedade 181.010 200.203 10,60%
PMB 38.242 40.412 5,67%
PEN 72.645 75.413 3,81%
PROS 90.984 93.053 2,27%
PSD 317.264 323.602 2,00%
PRB 389.289 395.004 1,47%
PSB 648.197 654.492 0,97%
PC do B 391.985 394.900 0,74%
PSDB 1.446.311 1.456.534 0,70%
PSL 226.503 227.815 0,58%
PDT 1.250.472 1.255.726 0,42%
PRTB 136.189 136.661 0,35%
PSC 421.580 422.424 0,20%
PP 1.437,89 1.439.994 0,15%
PT 1.586.521 1.585.958 -0,04%
PTB 1.192.864 1.192.302 -0,05%
PHS 210.332 210.222 -0,05%
DEM 1.096.256 1.095.371 -0,08%
PV 376.357 375.914 -0,12%
PR 799.301 798.274 -0,13%
PSDC 186.262 185.949 -0,17%
PPL 39.531 39.460 -0,18%
PMDB 2.401.556 2.396.880 -0,19%
PPS 482.415 481.173 -0,26%
Avante 185.507 184.965 -0,29%
PTC 198.378 197.504 -0,44%
PCB 14.830 14.760 -0,47%
PMN 223.499 221.299 -0,98%
PSTU 17.403 17.184 -1,26%
Fonte: TSE