Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Marreca ganha queda de braço contra Bolsonaro

Um dos motivos que provocaram a revolta de políticos do PEN/Patriota com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) foi sua tentativa de proibir o deputado Júnior Marreca (PEN) de apoiar o governador Flávio Dino (PCdoB) nas eleições de 2018.

Bolsonaro teve um desentendimento com o presidente nacional da legenda, Adilson Barroso, e sua filiação não deve mais ocorrer. Barroso disse que Bolsonaro é um “saco sem fundo” e que “todo dia quer alguma coisa”.

O deputado federal Walney Rocha, presidente do conselho nacional da sigla, disse que Bolsonaro está descumprindo acordos. “A vaga de presidente é dele, isso está acertado há mais de dois meses, mas não sabíamos que ele queria o partido inteiro. Ele quer a presidência nacional, ele quer os estados todos, ele quer todos os diretórios… Dessa forma, não dá”.

Com a mudança de rumo, o PEN é mais um partido que deve confirmar aliança na chapa comunista no Maranhão em 2018.

2 Comnetários

    1. O nosso governador já está reeleito, é o melhor de todos os tempos, FELIZ NATAL E DINHEIRO NO BOLSO,que nós já recebemos desde ontem,nunca um governo pagou o nosso salário nessa data..

Comments are closed.