Geral

Maioria da bancada do MA é favorável ou tem medo de assumir voto na reforma da Previdência

O presidente Michel Temer (PMDB) tem encontrado dificuldade para conseguir garantias da aprovação da reforma da Previdência na Câmara Federal, prevista para ser votada em sessão plenária na próxima terça-feira, 12. No que depender da bancada maranhense, a maioria é favorável ao texto, mas tem medo de assumir o posicionamento em razão da impopularidade da proposta pelas centrais sindicais e motivo de muitos protestos no país, como o que ocorreu em São Luís na última segunda-feira (04).

Levantamento do jornal Folha de São Paulo aponta que dos 17 deputados federais do estado, oito são contra a proposta: Aluísio Mendes (PODE), Deoclides Macedo (PDT), Eliziane Gama (PPS), Luana Costa (PSB), Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Waldir Maranhão (AVANTE), Weverton Rocha (PDT) e Zé Carlos (PT).

Os parlamentares Cléber Verde (PRB) e Hildo Rocha (PMDB) foram os únicos que tiveram coragem e disseram ser favoráveis à reforma.

Outros dois, Alberto Filho (PMDB) e Juscelino Filho (DEM), prometeram seguir a determinação dos partidos. No caso do peemedebista, a sigla fechou questão obrigando a todos correligionários a votar pelo sim do texto da Previdência. Por outro lado, o Democratas, deixou a bancada a vontade.

O PTB de Pedro Fernandes e que acena para uma filiação a Waldir Maranhão prometeu punir com corte do Fundo Partidário quem trair o governo federal.

Subservientes a Temer, André Fufuca (PP), João Marcelo Souza (PMDB), José Reinaldo (PSB) e Victor Mendes (PSD) não quiseram se manifestar.

Por fim, o deputado Junior Marreca (PEN) foi outro que preferiu o silêncio. Entretanto, ele era o único maranhense na Comissão Especial da Reforma da Previdência que aprovou o texto base no mês de maio, na época votou a favor.

Por se tratar de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), para entrar em vigor são necessários 308 votos favoráveis em dois turnos.

Veja abaixo as respostas dos demais deputados:

CONTRÁRIOS À PROPOSTA DE REFORMA:
Aluísio Mendes (PODE)
Deoclides Macedo (PDT)
Eliziane Gama (PPS)
Luana Costa (PSB)
Rubens Pereira Júnior (PCdoB)
Waldir Maranhão (AVANTE)
Weverton Rocha (PDT-)
Zé Carlos (PT)

FAVORÁVEIS À PROPOSTA DE REFORMA:
Cleber Verde (PRB)
Hildo Rocha (PMDB)

VÃO SEGUIR ORIENTAÇÃO DO PARTIDO:
Alberto Filho (PMDB)
Juscelino Filho (DEM)

NÃO QUISERAM SE MANIFESTAR:
André Fufuca (PP)
João Marcelo Souza (PMDB)
José Reinaldo (PSB)
Junior Marreca (PEN)
Victor Mendes (PSD)

NÃO ENCONTRADOS:
Pedro Fernandes (PTB)

2 Comnetários

  1. Weverton é um dos poucos que tem a coragem de assumir o voto contra esses retrocessos cometidos por esse presidente que quer a todo custo tirar direito do trabalhador.

  2. Esse governo ilegítimo jogar essa conta para os trabalhadores é uma covardia ! E na lista de quem é contra, temos o dep Weverton que concorre ao Senado Federal, precisamos de alguém com coragem p lutar por nós trabalhadores!

Comments are closed.