Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Braide usa prestígio de Dino para pressionar clã Sarney

Mais perdido que cego em tiroteio, Eduardo Braide fez vazar em um blog local a informação de que teria sido procurado pelo Palácio dos Leões com a oferta de abdicar da possibilidade de ser candidato ao governo em troca do apoio para uma das vagas de senador da chapa de Flávio Dino.

Num esforço para valorizar seu passe junto ao clã Sarney, Braide sequer encontrou um escriba com credibilidade necessária para assinar a “notícia exclusiva”, tamanho o absurdo do factoide criado com a única intenção de fazer pressão na oligarquia.

Na corrida obstinada em busca de espaço no palanque dos Sarney, o dono do nanico PMN no Maranhão cobra dos antigos aliados uma definição a respeito da eleição de 2018, disposto até a esquecer do boicote do colega Adriano Sarney à sua candidatura no ano passado em troca de estrutura para se viabilizar além do Estreito dos Mosquitos.

Alvo de investigações no esquema conhecido como Máfia de Anajatuba, o filho de Carlos Braide sabe que qualquer passo errado pode custar-lhe mais do que um mandato na Câmara Federal. Está em jogo também o seu futuro político, além, claro, da tranquilidade assegurada pela prerrogativa de foro privilegiado.

Comantário

  1. O PMN pode até ser nanico, mas não é possível afirmar o mesmo em relação ao Deputado Eduardo Braide que já demonstrou um poder de fogo tão grande que o bombeiro Flávio Dino teve que entrar em Ação para garantir que o fogo não chegasse muito perto do Palácio dos Leões. Hoje Eduardo tem garantido um mandato no legislativo (estadual ou federal) em 2018. Qualquer outro cargo que ele cogitar pode ser só moeda de troca para eleição municipal de 2020. O Braide se agigantou! Arrisco dizer que se ele for candidato tem grande chance de alcançar a casa dos 100.000 votos.

Comments are closed.