Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Luciano Genésio descumpre transparência e afunda município de Pinheiro

Desde que iniciou sua gestão em janeiro deste ano o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (Avante), não cumpre a Lei da Transparência que obriga as prefeituras a manter atualização permanente de seus portais com a divulgação de despesas e receitas.

As avaliações do Tribunal de Contas do Estado são realizadas de forma trimestral, em todas Genésio foi reprovado. A última verificação ocorreu no mês de outubro e contou com a inclusão de dois novos critérios. Para que o portal seja considerado regular, o município precisa contar agora com instrumentos de Transparência que garantam ampla divulgação, inclusive por meio eletrônico, das peças orçamentárias e relatórios da Lei de Responsabilidade Fiscal (art. 48).

Pelo novo regulamento, o resultado das avaliações será informado diretamente ao sistema de convênios (SICONV) do governo federal. “Com isso, os municípios que não estiverem em dia com seus portais da transparência ficam impedidos também de celebrar convênios com entes federais”, alerta o secretário de Controle Externo, Bruno Almeida.

Não é preciso ir muito longe para descobrir os motivos que levaram Pinheiro a mais esse destaque negativo. Quando a prefeitura divulgou a relação da folha de pagamento, descobriu-se vários casos de nepotismo e parentes de Luciano recebendo supersalários. Além disso, o município não honra compromissos com fornecedores, servidores e a própria Companhia de Energia do Maranhão.

A falta de transparência quase levou a cassação do prefeito no mês passado, salvo pelos vereadores que votaram contra o seu afastamento.

O resultado do TCE apenas comprova a péssima e duvidosa gestão de Genésio.

Comantário

  1. ZONA RURAL DE SÃO BENTO VIVE TERROR COM BANDIDOS ENCUPUZADOS! Iguarapiranga, uma comunidade sambentuense, a 12 km da sede, na semana passada foi atormentada com a execução de um jovem conhecido como Vavá. O intento dos executores era eliminar a vítima e o seu irmão, o qual conseguiu escapar. Ontem, no supracitado lugarejo, um Sr. de alcunha Tatá também foi assassinado com 12 tiros. Conforme versão dos moradores, ambos os homicídios teriam sido perpetrados pelos mesmos matadores, ocupantes de um veículo prata, todos encupuzados e fortemente armados. Mesmo depois dos crimes, o carro continua rondando por Iguarapiranga, a busca de mais pessoas para trucidar! A polícia já fora comunicada, contudo, não se moveu!

Comments are closed.