Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Dino cobra há uma semana lista de fantasmas

Completa hoje (24) uma semana que governador Flávio Dino (PCdoB) cobrou pela primeira vez a divulgação da suposta lista com 400 funcionários fantasmas lotados na Secretaria de Estado da Saúde, no âmbito da Operação Pegadores.

Suspeitos foram presos, saíram da cadeia, inquérito vazou na imprensa, novas descobertas surgiram e nada da fatídica lista.

“Uma semana e nada da lista dos tais 400 fantasmas na saúde em 2015. E seguem as versões falsas, inventadas, forjadas, manipuladas politicamente pelo grupo Sarney/Murad e asseclas”, disparou Dino.

O jornal O Estado do Maranhão chegou a dizer em sua edição de ontem (23) que apadrinhados políticos e parentes de membros do governo estavam inclusos no esquema, ou seja, pelo visto, até mesmo o folhetim da família Sarney teve acesso, menos o governador.

“Querem usar instituições e um império midiático para gerar factoides políticos. Uma vergonhosa perseguição. Mas quem não deve, não teme. É o meu caso. Não vou permitir que façam no Maranhão o que fizeram no Brasil”, prometeu o comunista.

Uma comissão da atual gestão chegou a se colocar à disposição da Polícia Federal, o objetivo é de colaborar com as investigações, afinal, o Palácio dos Leões é o mais interessado em esclarecer a situação.

Apesar de toda a cobertura jornalista no caso, até hoje, nenhum nome de funcionário fantasma saiu na imprensa, tudo giro no campo da especulação.

3 Comnetários

  1. Fantasma nao aparece ..So estao os nomes, mais o resultado disso e a falta de medicamentos and upas, na farmacia do povo,, do povo so o Nome, nao tem Nada, ah na upa nao tem agulha pra fazer teste de glicemia,,o dinheiro ta com os fantasma,isso e uma vergonha..Esse e o melhor governo?

Comments are closed.