Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Ingratidão: Roberto acusa propina falsa, mas recebeu quase R$ 750 mil em doações do PCdoB

O senador Roberto Rocha (PSDB) recebeu R$ 746.687,84 em doações de campanha do Comitê Estadual do PCdoB nas eleições de 2014, quando foi eleito na chapa majoritária do governador Flávio Dino (PCdoB).

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foram 95 repasses entre os meses de setembro e outubro. No dia 03/10/2014 o então candidato ao Senado recebeu de uma vez R$ 185 mil para custear sua campanha que foi grudada a do governador.

Chama a atenção que na última terça-feira (31), durante interrogatório do ex-diretor da JBS Ricardo Saud, no âmbito da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) no Senado, Rocha acusou Dino de receber propina da empresa nas eleições estaduais. Ou seja, caso as denúncias de Roberto realmente fossem verdadeiras, ele também teria se beneficiado dos recursos oriundos de Caixa 2. Contudo, na lista entregue por Saud ao Ministério Público não consta o nome do comunista.

Por outro lado, o senador é acusado de irregularidades na prestação de contas de sua campanha. O processo corre em segredo de Justiça, mas, na segunda-feira (30), ele foi oficiado da primeira decisão, com a expedição de mandados de intimação. O relator é o ministro Roberto Barroso.

Comantário

Comments are closed.