Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

A “cama ostentação” do governo Roseana Sarney

Conhecida nacionalmente pelas farras regadas a lagosta, caviar e champanhes importados, a ex-governadora Roseana Sarney foi, durante seus mandatos à frente do Maranhão, a personificação da antítese da vida da maioria do sofrido povo maranhense.

Enquanto pessoas padeciam em filas de hospitais, crianças estudavam em escolas de taipa e a maioria do estado sofria com a falta de políticas públicas, a oligarquia se divertia em festanças ao redor do mundo às custas do dinheiro público.

Durante décadas essa foi a realidade do povo do Maranhão, que defenestrou a política de privilégios e conchavos nas últimas eleições. As heranças, as piores possíveis, estão vivas até hoje na memória da população.

O nível de ostentação às custas do dinheiro público era tão grande entre a família Sarney, que os maiores desatinos foram cometidos pelo clã nos últimos anos. Um dos grandes exemplos disso pode ser observado em um vídeo que circula em grupos de Whatsapp e que mostra a cama que a ex-governadora utilizava em sua pomposa Casa de Veraneio.

Gravado supostamente por um operário que trabalhou nas obras de transformação da Casa em um Centro para crianças com microcefalia, o vídeo mostra uma cama que possui controle remoto que comanda o colchão para subir, descer, levantar em duas partes e até vibrar.

A ostentação era tão grande que a ex-governadora não fazia esforço nem para levantar da cama, já que com apenas alguns segundos, e apertando um botão, ela poderia sair da posição de 90° e ficar sentada.

A Casa que foi palco de farras homéricas durante os governos de Roseana Sarney, era local de suntuosidades dignas de xeiques árabes. Assim era o Maranhão nos tempos oligárquicos. Para os Sarneys tudo do bom e do melhor. Para o povo nada.