Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Canindé Barros afirma que não tem como destinar  todo o efetivo da SMTT para fiscalizar apenas o Uber

Em entrevista ao programa Câmara em Destaque, da Rádio Difusora, o secretário de Trânsito e Transporte de São Luís, Canindé Barros, condenou o protesto ocorrido hoje pela manhã (21), realizado por taxistas, que trancaram diversos pontos da cidade devido à suposta falta de fiscalização do serviço de Uber.

Segundo o secretário, a prefeitura tem feito seu papel. “Agora o que eu não posso é colocar todo meu efetivo de agentes de trânsito apenas para ficar fazendo só a fiscalização de Uber na cidade, já que outros serviços precisam de atenção especial na cidade”.

Canindé também denunciou a atuação ilegal de alguns taxistas. “Eles não têm o apoio da população de São Luís e buscam apoio dos taxistas em municípios vizinhos à capital como Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa. Esses taxistas de cidades vizinhas também estão atuando em São Luís clandestinamente, ou seja, de forma irregular, semelhante ao Uber”.

Por fim, garantiu que as fiscalizações continuam. “Isso está sendo feito por nós”.

Na Câmara de São Luís existe um projeto de regularização do Uber desde o início do ano, mas que até hoje os vereadores protelam em apreciar a proposta.