Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

De olho em 2018, família Sarney faz ofensiva contra novo Hospital de Ortopedia do Maranhão

O grupo político e econômico comandando pela família Sarney lançou nesta semana uma ofensiva para tentar impedir a entrega do novo Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO) em São Luís, com previsão de ser concluído neste semestre pelo governo maranhense.

A avaliação feita pelo grupo Sarney é que a entrega do hospital vai dificultar ainda mais a volta da família ao poder. Após ser entregue, o HTO vai zerar a fila de cirurgias ortopédicas em São Luís. Isso vai ser um obstáculo na estratégia dos Sarney de apontar problemas na saúde durante o governo Flávio Dino.

Como já foram entregues cinco hospitais macrorregionais e mais dois estão por vir na atual gestão, a aposta agora é inviabilizar a entrega do Hospital de Ortopedia, o que ofuscaria essas ações já feitas na Saúde.

Para isso, os veículos do grupo Sarney – como a TV Mirante e o jornal O Estado do Maranhão – organizaram a tática de dizer que há irregularidades na reforma do prédio do HTO. A alegação é que, por ser um imóvel alugado, o governo não poderia fazer a reforma que está sendo feita no local para abrigar o hospital.

A ofensiva midiática está sendo complementada com a ofensiva política, comandada por Andrea Murad na Assembleia Legislativa.

O problema nessa estratégia é que a reforma de um prédio alugado é uma prática corriqueira tanto na iniciativa privada quanto no poder público. Trata-se de uma solução mais barata e rápida que a construção de um novo imóvel.

Isso porque o valor da reforma será descontado do aluguel, como é praxe em contratos desse tipo. Além disso, essa prática está amparada pela lei.