Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

A relação entre Wellington, o PP e a Lava Jato

O PP foi um dos três partidos com o maior número de candidatos a prefeito no Brasil em 2016, parte dessas campanhas foram financiadas com recursos de propina da operação Lava Jato. No ano passado, o Partido Progressista recebeu mais de trinta milhões de reais em doações de empreiteiras denunciadas pelo Ministério Público.

Em São Luís, o deputado Wellington do Curso (PP) recebeu R$ 76 mil do partido em sua campanha para prefeito. Parte desses recursos pode ter como origem o pagamento indevido por empresas. Os números estão no sistema do Tribunal de Superior Eleitoral.

O PP também foi o primeiro partido a ser denunciado em ação de improbidade administrativa, ainda no escândalo do “Petrolão”. A promotoria pede o pagamento de R$ 2,3 bilhões em multas e ressarcimento aos cofres públicos.

O deputado costuma vincular o nome do governador Flávio Dino às operações da Polícia Federal, entretanto esquece que o seu partido possui o maior número de investigados na Operação Lava e ele possivelmente se beneficiou indiretamente do esquema.