Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Flávio Dino mostra sintonia com o Governo Federal

O governador Flávio Dino mostra que, apesar da posição contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, tem conseguido manter uma sintonia com o atual Governo Federal e garantido que o Maranhão continuará com acesso livre para obtenção de recursos e investimentos.

Logo após afastamento de Dilma, ainda em abril, a oposição criticou a defesa efusiva de Flávio com a petista, temendo uma retaliação ao Maranhão com a efetivação do presidente Michel Temer (PMDB). Ao contrário dessas previsões, Dino tem garantido a manutenção de projetos importantes e conseguido acelerar obras atrasadas, como no caso da duplicação da BR-135.

Nesta quinta-feira (8), Dino esteve reunido com o ministro-chefe da Casa Civil do Governo Federal, Eliseu Padilha, no Palácio do Planalto, em Brasília. Na pauta do encontro, projetos de interesse do Maranhão, como o investimento nos estados como alavanca para retomada do crescimento econômico no país.

Para Flávio Dino, os investimentos do setor privado, mediante concessões, também são importantes para a retomada do crescimento, porém é imprescindível que se tenha investimentos públicos. “Se nós olharmos o comportamento do setor da construção civil, nós vemos uma paralisação muito aguda exatamente pela desaceleração de obras públicas. Então, obras de infraestrutura e habitação são rigorosamente essenciais. Os estados só farão isso mediante crédito. E é isso que nós estamos buscando agora”, explicou Flávio Dino.

Durante a reunião com o ministro, o governador alertou que o Brasil está chegando em um quadro de emergência, tanto do ponto de vista econômico quanto do ponto de vista social. “Nós precisamos, portanto, destravar os investimentos públicos e privados. E somente uma parceria do Governo Federal com os Governos estaduais pode trazer esse resultado que o Brasil precisa agora”, reiterou.

Um dos maiores vetores do desenvolvimento do estado, o Porto do Itaqui também fez parte da pauta do encontro. Segundo Flávio Dino, a boa gestão da Empresa Maranhense de Portos (EMAP) tem atraído cada vez mais novos investidores para o porto do Maranhão.

“Nós temos hoje também o setor privado procurando muito fortemente o Porto do Maranhão, como por exemplo, no setor de combustíveis, de grãos, nós temos operação de celulose muito importante. De modo que é imprescindível que haja, por parte do Governo Federal, uma agilidade na apreciação desses pedidos, para que esses investimentos privados do Porto do Itaqui possam se materializar”, destacou o governador.

O governador também defendeu o projeto de lei que trata da renegociação das dívidas dos estados com a União que está em apreciação no Congresso Nacional, fundamental para que as federações possam colocar suas finanças públicas em ordem.

5 Comnetários

  1. Esse seu discurso governador Flávio Dino, não enche barriga ninguém, o ludovicense está hoje de cabeça baixa, passando pela pior crise econômica da sua história. E o seu governo de alguma forma vem contribuindo pra com essa situação. O senhor como um misto de comunista/socialista deveria era estar mostrando em que ponto o Maranhão avançou nesses 20 meses do governo. Deveria, sim, estar junto com o Governo Federal, evitando, sim, ser retaliado pelo governo Têmer, tentando de qualquer forma trazer recursos e tentando distribuir renda pra essa gente sofrida desse estado. Se preocupa contudo, na sua fala de hoje na TV, em tentar justificar o que a Globo mostrou para o Brasil inteiro: a carência e escassez de suas obras.

    Já é notório o termômetro da repulsa que o povo dessa cidade tem com o senhor e com a sua administração. Em qualquer lugar público que Vossa Excelência vai, ninguém vibra mais com a sua presença e nem se admira de ali estar o Governador do Estado, inacreditável!

    Será se Sua Excelência ainda não se apercebeu disso? Quando vai às nossas praias, na Litorânea, no Castelão, no aniversário de 162 anos da Associação Comercial do Maranhão etc? Por falar em aniversário da ACM, que papel ridículo aquele de tentar acalentar (consolar) os empresários pela crise, fazendo reminiscências de outras crises que o Maranhão já passou no século XIX, ora me compre um bode! Só falácias. Do jeito que a coisa vai, o senhor está fadado a quebrar este estado e de se tornar ao cabo do seu governo o governador mais impopular da História do Maranhão, em que pese as pesquisas dos Data Ms da vida lhe apontar com índices de aprovação invejáveis!

  2. Como diria Tite, “fala muito, fala muito” o Governador, falou muita besteira durante o processo de impeachement e agora tá com o pires na mão. Burro.

  3. Basta lembrar aos mentecapto locais que apregoam o caos que foi o senhor Michel Temer que levou Flávio Dino para a presidência da Embratur e que o sistema nacional é o Federalismo. Os que não souberem do que se trata federalismo é só procurar o dicionário, o famoso PAI DOS BURROS.

Comments are closed.