Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

No Dia do Trabalhador, Dilma deve anunciar reajuste no Bolsa Família

As comemorações pelo Dia do Trabalhador no próximo domingo também vão servir para a presidente Dilma fazer alguns anúncios de medidas que o governo vai tomar daqui pra frente.  A mais aguardada é o reajuste de 5% no valor pago pelo Bolsa Família.

A proposta integra o Programa Nacional de Emergência aprovado pela cúpula do PT, em fevereiro, com sugestões ao governo para enfrentar a crise. A intenção da presidente é sair na frente do vice-presidente Michel Temer, que, se assumir o governo, pretende focar nos 5% mais pobres do país.

Dilma já sabe que não há mais como vencer a primeira batalha no Senado, a votação pelo afastamento da presidente esta programada para ocorrer no próximo dia 11, e aposta no julgamento final, previsto para setembro. Com o impeachment aceito, Dilma tem que se afastar por 180 dias e espera diminuir sua rejeição com medidas mais populistas, antes da sua saída. Outro anúncio que deve ocorrer no domingo é a correção do percentual da tabela do imposto de renda, para compensar a inflação acumulada.

Fraude no Bolsa Família

Outra notícia relacionada ao Bolsa Família, mas agora negativa, foi divulgada pelo Tribunal de Contas da União. O TCU encontrou 163.173 beneficiários com renda acima do permitido para receber os recursos.

O número equivale a 1,2% do total de 13,2 milhões de famílias beneficiárias do programa. De acordo com o Tribunal, o valor pago a essas famílias indevidamente poderia resultar numa economia de R$ 195 milhões. Pelo regulamento do programa, podem receber os recursos famílias que tem renda per capita entre R$ 77 e R$ 154 e ao menos um filho com até 17 anos.

No ano passado, uma investigação da Polícia Federal descobriu que mais de 4 mil famílias no município do Codó recebiam o beneficio mesmo tendo renda maior que o permitido.