Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Dirigentes do PSB devem aprovar nota de repúdio ao senador Roberto Rocha

Neste sábado (30), o PSB realiza um encontro com dirigentes, militantes e movimentos organizados para reafirmar apoio à pré-candidatura do deputado estadual Bira do Pindaré a prefeito de São Luís e manifestar repúdio a tentativa de intervenção do senador Roberto Rocha.

O prefeito Luciano Leitoa reagiu nesta semana à forma sorrateira que Roberto utiliza para tentar se tornar presidente do partido. Além de divulgar uma carta em repostas às atitudes do senador, ele vem se articulando junto à militância para preparar uma ofensiva.

A reação contra Roberto Rocha mobiliza socialistas históricos e a juventude. No encontro, por exemplo, serão discutidos apenas dois assuntos: eleição municipal e pedido de intervenção no diretório estadual.

O primeiro ponto da pauta servirá para reafirmar o apoio à candidatura Bira, enquanto no segundo deverá ser aprovada uma manifestação de repúdio.

Dirigentes do PSB ligados a Luciano sabem da chantagem que Roberto Rocha faz a Executiva Nacional de que só votará a favor do impeachment em troca do comando do partido. Mas segundo os socialistas não existe consenso da própria bancada do PSB no Senado, os senadores João Capiberibe (AP) e Lídice de Mata (BA), por exemplo, são contra o impedimento da presidente.

Roberto Rocha foi convidado a participar do encontro, mas dificilmente vai aparecer. É grande a resistência ao seu nome, principalmente da juventude, e corre sério risco de ser hostilizado.

O senador não tem relação com as principais lideranças do partido como o próprio Luciano, Bira do Pindaré e Marcelo Tavares. Além disso, é evidente o seu distanciamento da vida cotidiana dos socialistas no Maranhão, sua influência é feita por de baixo dos panos, com dirigentes nacionais.