Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

MP se desculpa e corrige blogueiros ansiosos em falsa condenação de João Castelo

Hoje a blogosfera viveu uma situação no mínimo inusitada e pegou muito blogueiro com as calças na mão. Mais cedo, o Ministério Público do Maranhão disparou um release para toda a imprensa tratando de uma suposta nova condenação do deputado federal e ex-prefeito João Castelo. No texto dizia que Castelo tinha sido condenado a pagar R$ 115 milhões aos cofres municipais e a perda do mandato público.

Depois disso, uma enxurrada de criticas ao ex-prefeito surgiu na internet, ainda mais que durante o seu voto a favor do impeachment ele fez um discurso moralista “pela coerência e dignidade eu digo sim ao Brasil”.

Pois bem, algumas horas depois a assessoria do MP enviou uma “errata”, termo jornalístico para corrigir uma informação repassada erroneamente, pedindo desculpas e que os profissionais desconsiderassem a nova publicação.

O que chama a atenção é que mesmo após a publicação por vários blogs e sites, vale lembrar que o Marrapá não é um desses, a assessoria do deputado federal não emitiu nota e não cobrou o MP. Diante dessa situação constrangedora para qualquer parlamentar e ao silêncio, surgem os questionamentos de que o deputado poderia estar ressabiado com a possibilidade vir a ter novas ações na justiça contra ele.

O fato é que o processo ainda tramita na justiça, após o deputado federal recorrer, ou seja, a informação não esta errada, ela apenas foi divulgada duas vezes como se fosse uma nova ação.

Por fim, apesar das criticas não serem pertinentes na internet, o ex-prefeito ainda tem muito a explicar sobre a sua administração na passagem pela prefeitura de São Luís que deixou muito a desejar. Até agora, por exemplo, Castelo não explicou a onde foram parar os milhões do VLT.

Comantário

  1. Ja era de se imaginar, quando a gente pensa que o MP está trabalhando, avançando nas investigações, logo vem a tona que a informação passa de um equívoco do ministério soneca Zzzzzz
    Por que será tão lenta a apuração e condenação dessas ilicitudes quando há muito dinheiro envolvido?!?ha quem diga que dinheiro chama dinheiro.
    Próximas eleições estão chegando e o empolgado político que se orgulha em dizer :não perder a dignidade” estará livre a disputar uma função a favor de só próprio. Quem sabe até deixe outro VLT pra servir de entulho em algum deposito da capital com eternas despesas aos órgãos públicos.
    Fala serio!

Comments are closed.