Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Rapidinhas da manhã

Cego desconfia

Victor Mendes (PSD), deputado federal de Pinheiro, votou a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Antes, segundo blogueiros da Mirante, teria conversado com aliados do governador Flávio Dino (PCdoB) no sentido de votar com o governo. Até a retirada da candidatura de Leonardo Sá (PCdoB) a prefeito da Princesa da Baixada teria entrado na negociação para fazê-lo mudar de ideia. O parlamentar, no entanto, achou que a esmola era demais e recusou a proposta.

Pega, mata e come

O senador João Alberto (PMDB) mandou avisar ao vice-presidente Michel Temer (PMDB) que até pode mudar de voto em relação ao impeachment de Dilma no Senado Federal, mas que sua decisão não teria nada a ver com o lobby que a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) faz em Brasília para derrubar a antiga aliada do Palácio do Planalto. Carcará e a “princesa” da lista da Odebrecht continuam em pé de guerra.

À casa torna

De olho em um possível ministério no novo governo, Roseana Sarney já até deslocou a jornalista Carla Georgina, ex-secretária de Comunicação do Maranhão, do Amapá para sua assessoria em Brasília.

Que deselegância

O deputado Pedro Fernandes (PTB) recusou solenemente o convite para ser homenageado pelo governador Flávio Dino por seu voto contra o impeachment. Em entrevista ao programa Ponto e Vírgula, da Difusora FM, o parlamentar informou que recebeu do secretário Márcio Jerry (PCdoB), da Articulação Política, o convite para participar do ato em reconhecimento aos deputados que votaram com Dilma, mas que não vê necessidade em ser homenageado por isso.

Golpista

Pegou mal entre os movimentos sociais, e até entre os setores da igreja, o voto de Eliziane Gama (PPS) contra a presidente Dilma Rousseff. Na tentativa de conter o desgaste de sua imagem em São Luís, a pré-candidata a prefeita, encomendou uma pesquisa de um instituto de fora do Maranhão para mostrar que sua posição em nada afetou a preferência do eleitorado ludovicense.

Dividir para conquistar

O ex-secretário de Comunicação Sérgio Macedo, responsável pela pré-campanha do delegado Assis Ramos (PMDB) para prefeito de Imperatriz, usa a estratégia de jogar o PDT contra o PCdoB no município – ou vice-versa – enquanto a candidatura do seu pupilo corre por fora, ganha corpo e já ameaça os nomes consolidados para a disputa.

Sem diálogo

A direção nacional do PRP reclama que tenta articular uma visita ao governador Flávio Dino desde novembro do ano passado, mas sequer foi atendida pela Articulação Política do Palácio dos Leões. “Como pode um governo eleito sob a égide do diálogo se recusar a conversar com partidos que querem somar com o processo de transformação social do Maranhão?”, questionou um dirigente em conversa com o titular do blog. O presidente nacional da legenda, Ovasco Roma Altimari Resende, está em São Luís para reafirmar o apoio à reeleição do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT).

Pedestal

O PRTB do Maranhão, agora sob o comando do advogado Marcio Coutinho, não descarta a possibilidade de uma composição com o prefeito Edivaldo Holanda Junior para as eleições deste ano. No entanto, também reclama do descaso e da falta de interesse do secretário Lula Fylho, do PCdoB, em levar a conversa adiante. Com a mesma queixa, o PTN de Aluísio Mendes desistiu de apoiar o prefeito e pulou no colo de Eliziane Gama.