Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

“O Fábio Câmara terá que aparecer bem nas próximas pesquisas com o mínimo dois dígitos”. E agora João Alberto?

Ao que tudo indica, ou melhor, se o senador João Alberto cumprir o que prometeu, o PMDB deve cair no colo do prefeito Edivaldo Holanda Júnior nas próximas semanas. Isso porque os pré-candidatos do partido não conseguiram desempenho suficiente na pesquisa Escutec para conquistar o direito de entrar na disputa pela legenda.

Em uma entrevista a um jornal local em fevereiro o senador foi bem claro: “O Fábio Câmara terá que aparecer bem nas próximas pesquisas com o mínimo dois dígitos”. Cabem aqui duas interpretações, uma que o PMDB só admitia candidatura própria se fosse com Fábio e a outra que a legenda só entra em uma disputa se tiver alguma chance. O levantamento divulgado nesta segunda-feira (11) pelo Jornal O Estado do Maranhão abortou qualquer assanhamento do vereador.

Fábio Câmara marcou 5,7% das intenções de voto, bem abaixo dos dois dígitos estipulados pelo “Carcará”. O resultado foi uma ducha de água fria na executiva estadual do PMDB e provocou muitas reações. O próprio vereador já deixou claro que não admite outra possibilidade a não ser ele sendo candidato do PMDB. “Nunca serei vice do prefeito Edivaldo Holanda Júnior pelo PMDB. Se isso for uma condição para eu sair candidato, deixarei o partido”, esbravejou. Mas pessoas que possuem livre trânsito dentro do partido de Sarney e Roseana afirmam que essas ameaças são apenas passageiras e que o vereador vai ter que se enquadrar e acatar a decisão dos “cascudos”, além disso, o PMDB não deseja que ele seja vice em caso de aliança com o PDT.

A vaga seria para a secretária de Saúde, Helena Duailibe, que apesar do estilo apaziguador, é firme em sua posição e já deixou bem claro que deseja compor uma chapa com o prefeito.

Perguntado sobre as especulações de possível aliança do PMDB com o PDT do prefeito Edivaldo Júnior, em São Luís, João Alberto disse que será “uma conversa para mais à frente”. E acrescentou que o PMDB “não fechará a porta para ninguém”.

Se para bom entendedor meia palavra basta, imagina uma frase inteira.

Comantário

  1. Com todo respeito, mas esse candidatinho é p/ lá de fraco. Tá na cara de todos q é uma canoa furada q vai afundar e matar os tripulantes. O PMDB não vai ser tolo ao ponto de embarcar nesse casquinho.

Comments are closed.