Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Ildon Marques pode ficar impossibilitado de disputar as eleições neste ano

A chegada do ex-prefeito de Imperatriz, Ildon Marques, ao PSB causou mais um racha na legenda, algo que tem se tornado comum desde que Roberto Rocha ingressou nas fileiras do partido socialista. O problema é que Ildon foi indicado pelo senador, contra a vontade do presidente da Executiva Estadual, Luciano Leitoa, além disso, se o ex-prefeito deseja concorrer nas eleições de outubro vai ter que passar por cima do estatuto da legenda.

No sábado, terminou o prazo para que políticos que desejam concorrer nas eleições de outubro trocassem de partido, isso porque após a minirreforma são necessários pelo menos seis meses de filiação partidária. A questão é que o estatuto do PSB exige um ano de filiação, e como o partido é soberano, Ildon Marques não pode ser aclamado candidato a prefeito na Convenção Estadual que deve ocorrer em maio. Asa de Avião pode ter dado um tiro no pé, pelo simples desconhecimento total das normas e regras da legenda.

Não é preciso ser muito esperto para desvendar os planos de Roberto Rocha. Seu grande desejo é ser governador do Maranhão, para isso orquestrou um plano maquiavélico. Primeiro afastou os principais defensores de Flávio Dino, Marcelo Tavares e Zé Reinaldo, depois se aproximou da Executiva Nacional e passou a trabalhar o nome de figuras que poderiam ajuda-lo nesse projeto pessoal.

Para 2016, a principal estratégia seria garantir a Prefeitura dos dois principais colégios eleitorais do Maranhão: São Luís e Imperatriz. Para isso, o senador articulou a filiação de Eliziane Gama e de Ildon Marques por debaixo dos panos – o que provocou uma reação do presidente Luciano Leitoa.

“Cabe a mim, no entanto, como presidente do diretório estadual com mandato até 2017, questionar à deputada se é oportuno, neste momento, filiar-se ao nosso partido, uma vez que já possuímos dois pré-candidatos, deputado estadual e senador eleitos pelo PSB, e com uma história construída em nosso partido. “Destacando o profundo respeito que nutro pela deputada, de quem fui colega na Assembleia Legislativa, lamento que sua movimentação para ingressar em nosso partido tenha se dado desrespeitando uma das instâncias partidárias e a nossa militância”, comentou.

Mas como política não é exata e os planos podem mudar do dia para a noite, Roberto não contava com a furada de Eliziane e se esqueceu de fazer o dever de casa e ler o estatuto do partido.

Outro problema é o histórico de Ildon Marques que pode ficar inelegível por ter sido condenado no ano passado pela Justiça Federal por atos de improbidade administrativa durante a sua gestão como prefeito de Imperatriz. De acordo com a Justiça, ele descumpriu de modo deliberado e injustificado, sucessivas decisões judiciais referentes ao processo em que a Prefeitura de Imperatriz, a União e o Estado do Maranhão foram condenados a implementar medidas para a ampliação dos leitos de UTI no Hospital Municipal de Imperatriz.

3 Comnetários

  1. Nooosssaaa… que noticia pessima.
    Vou assar aqui uma carne e soltar foguete. Pegada de suino vai dar com os burros nagua

Comments are closed.