Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Delação premiada ronda mansão de Sarney

roseana_sarney_23
Roseana Sarney depõe na Polícia Federal nesta semana.

Raimundo Garrone – Um fantasma ronda a mansão da oligarquia Sarney no Calhau. Nesse momento, Roseana, Lobão e sócios são alvos de investigações diversas, em delegacias da Polícia Federal, da Polícia Civil e no Supremo Tribunal Federal.

Há as delações de Paulo Roberto Costa sobre propinas relativas à fracassada obra da Refinaria de Bacabeira. Existe o rolo interminável do precatório da Constran, que resultou na prisão de Alberto Youssef no Maranhão. No Rio, correm inquéritos de roubo de dinheiro da aposentadoria dos carteiros, cometido por indicados da oligarquia Sarney no Fundo Postalis, dos Correios. E agora aparece mais essa empresa-fantasma em um paraíso fiscal do Caribe, com fortes pegadas de destacados membros do coronelismo maranhense.

A angústia do senador José Sarney, o poderoso chefão de todos os negócios, reside na moda de delações premiadas. Será que Marcio Coutinho, João Abreu e outros operadores vão aceitar ser punidos sozinhos e preservarão os senadores Sarney e Lobão e seus filhos?

2 Comnetários

  1. Meu amigo, a situação de João Abreu e de Lobão é extremamente delicada do ponto de vista jurídico. Roseana, porém, tem uma válvula de escape, que é dizer que tanto um como o outro usaram o seu santo nome em vão…

  2. Ninguém tem dúvida de que, a trupe de Sarney farão qualquer coisa para salvar o ex-tudo, inclusive a megera Roseana do cadafalso. Tanto Lobão como João Abreu e Márcio Coutinho e tantos outros, estão sujeito a sacrificar até o “fiofó” se possivel. Se condenados tem a esperança de cumprir pena em casa com tornozeleira e tudo mais, já que, agora é moda corruptos cumprir pena em casa com toda as mordomias que a lei concede. É melhor Sarney fora disso tudo, porque, livre e solto tem todas as condições de mexer os pauzinhos para livrar um ou outro de pena mais rigorosa. Sabe como é, chefe é chefe. Todos os capachos, vão manter discrição para o seu próprio bem, se assim não proceder, não querem correr risco demasiado, mais do que já correm. Um exemplo é os condenados do Mensalão, gastaram muita tinta e papel para pouca coisa, quase todos em casa. Devolver o dinheiro que roubaram, ninguém ver fala, como castigo alguns pagaram multa do próprio dinheiro do roubo e está porisso mesmo.

Comments are closed.