Publicidade  Prefeitura de São Luis

Geral

Waldir Maranhão recebeu propina da Petrobras, diz Youssef

Instigado por Eliziane Gama, doleiro revelou participação do vice-presidente da Câmara no esquema
Instigado por Eliziane Gama, doleiro revelou participação do vice-presidente da Câmara no esquema

O doleiro Alberto Youssef disse que o vice-presidente da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), recebeu dinheiro oriundo de propinas pagas por empresas contratadas pela Petrobras. “Não dá para dizer que esse dinheiro vinha do contrato A ou B. Era um somatório dos contratos”, disse.

O pagamento a Maranhão teria sido feito diretamente por ele, dentro do esquema de pagamento a deputados do PP, coordenado pelos líderes do partido na Câmara. A informação foi uma resposta a pergunta da deputada Eliziane Gama (PPS-MA), que queria saber quais políticos receberam propina por contratos feitos pela Petrobras para construir as usinas Premium 1 e 2.

Youssef também mencionou no depoimento o nome do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Segundo Youssef, o empresário Júlio Camargo pediu a ele que pagasse a propina ao empresário Fernando Soares, que seria o operador do PMDB, para evitar que Cunha pedisse informações sobre o contrato da Petrobras com a empresa Toyo pelo aluguel de sondas pela Petrobras.

7 Comnetários

    1. Uma vez, vi esse bicho, num comício, num palanque em Bacabal, mais melado do que pau de torar café, bebo bebo bebo bosta, pense num pinguço, bebe que perde as calcas. E ainda propineiro, tem que perder o mandato.

  1. Esse dinheiro ele gastou com tinta pra pintar o bigode e com cachaça. E pode crer que o eleitorado dele é formado por cachaçeiro…

  2. Até que provem ao contrário nós eleitores do Deputado Waldir Maranhão continuaremos a acreditar nele. Não é uma quase denuncia de um vigarista e declarado ladrão do dinheiro público que se encontra encurralado, preso e negociando sabe-se lá o que para citar nomes, que vamos aqui crucificar o Deputado Waldir Maranhão. Esse doleiro está “atirando” para qualquer lado para diminuir sua pena. Se um integrante do STF, CPI ou PF perguntar para ele se o diabo negociou com ele, ele vai afirmar: CLARO, NÃO SEI DIZER DE QUAL CONTRATO, MAS O DIABO TAMBÉM RECEBEU PROPINA. Neste País a palavra de um bandido em deleção premiada direcionada para tirar proveitos políticos, substitui o que está tipificado em qualquer Código de Lei deste Brasil. E o que é pior, pessoas sem nenhum conhecimento de causa usa os blogs para acusar ao seu bel prazer. Vamos aguardar os fatos e ver se esses que acusam hoje terão a ombridade de usar este espaço para pedir desculpas no futuro. Prof. Silva

Comments are closed.